Mistérios

Os 8 lugares supostamente mais assombrados da Inglaterra

Os 8 lugares supostamente mais assombrados da Inglaterra

A Inglaterra está repleta de riquezas culturais, muito por conta dos seus edifícios que remontam a centenas, senão a milhares de anos. Mesmo nas partes mais industrializadas da nação, como Londres, você não ficará muito longe de prédios antigos que têm algum tipo de relevância histórica. Mas, como acontece com qualquer lugar antigo com uma história em suas entranhas, é inevitável que ocorram alguns eventos mórbidos em certas ocasiões, deixando para trás sentimentos estranhos de caráter sobrenatural. Desse modo, países com uma história rica como a Inglaterra estão fadados a desenvolver algum tipo de reputação por lugares assombrados. Aqui estão listados alguns dos lugares mais assombrados da Inglaterra e as histórias por trás deles. Confira!

8. Torre de Londres

A Torre de Londres é um monumento icônico da cidade há mais de 900 anos. Naturalmente, ela já hospedou vários ocupantes, muitos dos quais supostamente ainda assombram a torre até hoje. Acredita-se que o fantasma de Arbella Stuart, por exemplo, assombra o local há anos. No entanto, a assombração mais famosa é a da rainha Ana Bolena, que foi presa e depois decapitada em 1536. De fato, existe um grande número de testemunhas afirmando supostos avistamentos de seu corpo decapitado vagando pelos corredores da residência.

7. Berry Pomeroy Castle

Citado por muitos como um dos castelos mais assombrados da Inglaterra, o Castelo Berry Pomeroy, em Devon, vive rodeado de rumores sobre avistamentos de dois notórios fantasmas: a Dama de Branco e a Dama de Azul. Acredita-se que a Dama Azul atrai os hóspedes a entrar no castelo e a chegar à sua torre. Já a Dama de Branco supostamente assombra as masmorras do castelo. Alguns ingleses acreditam que ela seja o fantasma de Margaret Pomeroy, que supostamente foi aprisionada para sempre na residência por sua irmã ciumenta.

6. Castelo de Lancaster

Há mais de 400 anos, o Castelo de Lancaster serviu de palco para o que se tornaria conhecido como “os julgamentos das bruxas Pendle”. Na ocasião, mulheres que eram acusadas de praticar bruxaria foram sentenciadas à morte no próprio local e é por isso que o Castelo de Lancaster agora é conhecido como um dos lugares mais assombrados da Inglaterra. Os visitantes geralmente relatam que sentem com se alguém os tivesse empurrando-os por trás. Algumas pessoas também já relataram ter visto crianças correndo pelos corredores.

5. Palácio de Hampton Court

Muita gente acredita que os fantasmas de Henrique VIII e das suas esposas assombram os corredores do Palácio de Hampton Court há muitos anos. Algumas testemunhas já relataram ter ouvido os gritos de Catherine Howard ao lado das aparições fantasmagóricas de Jane Seymour. Em 2003, algumas filmagens do circuito interno das câmeras de segurança capturaram o que alguns acreditam que seriam um novo fantasma, que recebeu o nome de “Skeletor”. No entanto, vozes estranhas são as anormalidades mais registradas no local.

4. Ancient Ram Inn

Esta pousada é um dos prédios mais antigos dessa lista, já que foi construída em meados de 1145. A antiga pousada já foi propriedade da Igreja de Santa Maria, durante um tempo em que caças às bruxas e julgamentos de inquisição eram predominantes na área. A história também conta que uma mulher, que havia sido parcialmente queimada em uma fogueira por causa de sua prátia com bruxaria, teria encontrado um breve refúgio nesta pousada. Posteriormente, ela teria sido finalmente encontrada, capturada e morta na Ancient Ram Inn. O quarto em que ela foi encontrada é agora conhecido como “O Quarto da Bruxa”, onde algumas pessoas acreditam que seu fantasma aparece até hoje. O empresário John Humphries tornou-se posteriormente o dono da pousada, atestando as alegações de que o lugar era assombrado e até afirmando que ele havia sido agarrado pelo braço e puxado por uma força demoníaca durante sua primeira noite por lá. Sem muita surpresas, o local também já apareceu em programas de TV focados em temas sobrenaturais como Most Haunted e a série americana Ghost Adventures.

3. Raynham Hall

A Dama de Castanho de Raynham Hall é o nome do fantasma que supostamente assombra essa casa de campo em Norfolk. Lady Dorothy Walpole é a suposta identidade desse ser paranormal. A história conta que seu marido abusivo, Charles Townshend, achava que ela estava tendo um caso com um outro homem, então ele a trancou em Raynham Hall até que ela acabou morrendo de varíola. No entanto, os avistamentos de fantasmas na região desta residência na Inglaterra não se restringem aos tempos modernos. Na verdade, o primeiro relato fantasmagórico nessa casa de campo foi feito por uma mulher em 1835. Um fotógrafo da revista Country Life também já relatou ter visto uma aparição no local. Por causa disso, Raynham Hall entrou para a história como um dos lugares mais assombrados da Inglaterra.

2. Woodchester Mansion

Essa mansão renascentista gótica localizada em Nympsfield teve a sua construção interrompida em meados da década de 1870. Apesar de nunca ter tido habitantes, este lugar é conhecido por suas supostas experiências paranormais. Talvez sejam os fatores de ter uma aparência assustadora e de ter estado vazia por tantos anos que inicialmente atraíram caçadores paranormais para investigar o local. Mas seja lá qual for a razão de todo o fascínio por esse local, o fato é que os avistamentos em 2003 e 2005 do Grupo Paranormal de Gloucestershire deram base à suas alegações fantasmagóricas. O grupo foi capaz de capturar aparições estranhas em vídeo, que supostamente poderiam representar as assombrações típicas de um fantasma.

1. Borley Rectory

No topo da nossa lista está o que é ficou conhecido como “a casa mais assombrada da Inglaterra”. Todo esse fascínio em torno dos supostos eventos paranormais de Borley Rectory, que era localizada no Condado de Essex, começou com um suposto avistamento de de uma freira fantasma que foi relatado em junho de 1929. A partir daí, os moradores locais passaram a compartilhar uma lenda de que o fantasma seria o de uma jovem que tentou fugir com um monge durante o século XIII, mas que teve o plano frustrado e ambos acabaram sendo pegos. O monge foi então executado por enforcamento e a garota foi presa entre as paredes de tijolos da casa, onde ela acabou morrendo. A residência acabou ficando gravemente danificada por conta de um incêndio em 1939 e foi posteriormente demolida em 1944.

Sinistro, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: