Curiosidades

As histórias por trás de 7 fotos tiradas momentos antes de tragédias

As histórias por trás de 7 fotos tiradas momentos antes de tragédias

O que acontece depois de dizermos “xis” para a câmera? Para as pessoas retratadas nas fotos seguintes, elas provavelmente não previam que a resposta seria uma reviravolta trágica. Todas as fotos podem retratar momentos marcantes, mas há algo particularmente assustador em relação às fotos tiradas pouco tempo antes de algum tipo de tragédia. Famílias sorridentes e um grupo curtindo uma viagem pela natureza são algumas das coisas retratadas nas imagens a seguir, que até podem parecer bastante despretensiosas à primeira vista, mas que possuem histórias tão surpreendentes que podem deixar qualquer pessoa horrorizada. Confira!

Canecas para Presente

7. Irmãos em férias

Em 1975, Michael e Sean McQuilken eram apenas dois irmãos sorridentes que passavam as férias com a família na Califórnia. Junto com sua irmã, Mary, eles posaram para fotografias com o cabelo levantado, rindo da estranha situação estática, enquanto outros nos arredores faziam o mesmo. Momentos após essa foto ser tirada do alto de uma formação rochosa conhecida como Moro Rock, no Parque Nacional da Sequoia, os garotos foram atingidos por raios e ficaram gravemente feridos. No entanto, ao contrário da crença popular, eles não morreram por conta da descarga, o que também não diminuiu o impacto que esta imagem representa. Vale destacar que essa foto já foi usada inúmeras vezes ao longo dos anos (principalmente entre instituições públicas dos EUA) como uma espécie de anúncio para chamar a atenção para a necessidade de tomar cuidado com a exposição aos raios. A imagem dos rostos alegres e despreocupados dos dois irmãos sugere, de forma sutil, o iminente perigo que essas descargas representam, um perigo que espantosamente causa aproximadamente 24.000 mortes por ano em todo o mundo!

6. A morte de Travis Alexander

A foto acima mostra o americano Travis Alexander tomando banho antes de ser brutalmente assassinado por sua ex-namorada, Jodi Arias. Em 2008, os amigos de Travis encontraram o seu corpo em sua casa, que ficava localizada na cidade de Mesa, no Arizona. Ele foi encontrado no chão do seu banheiro com 27 marcas de facadas espalhadas pelo seu corpo, além de um tiro na cabeça. Jodi Arias inicialmente negou ter matado Alexander, afirmando que ela acreditava que ele havia sido assassinado durante um assalto. No entanto, ela mudou sua declaração posteriormente, confessando que havia cometido o crime em “legítima defesa”. Jodi Arias foi condenada à prisão perpétua em um julgamento que ocorreu em 2015.

5. Os momentos finais de Regina Kay Walters

Regina Kay Walters era uma garota de 14 anos de idade que morava em Pasadena, no estado americano do Texas, e que acabou sendo assassinada por um notório serial killer chamado Robert Ben Rhoades. Uma das três vítimas oficiais do assassino (embora Robert afirme ter matado mais), Regina provavelmente sofreu mais que as outras pelo fato de Robert ter resolvido “brincar” com ela. O assassino chegou a cortar o seu cabelo e a tirar fotos dela em situações de perigo, como você pode ver na foto acima. Robert Ben Rhoades foi capturado em setembro de 1992 e foi condenado à prisão perpétua, permanecendo preso no Texas até hoje. A imagem dessa jovem em seus momentos finais é uma coisa difícil de se olhar. O semblante de desespero no rosto de Regina Kay Walters torna essa imagem uma demonstração horrenda do ponto em que pode chegar a tortura humana.

4. O assassinato de Reynaldo Dagsa

Reynaldo Dagsa era um político filipino que acabou endo assassinado por um assaltante armado em pleno dia de Ano Novo em 2011. Seu assassinato ganhou notoriedade em todo o mundo devido à fotografia que ele tirou de sua família segundos antes de receber o tiro. A fotografia foi usada como prova pela esposa de Dagsa, o que levou à prisão quase imediata do criminoso, embora se acreditasse que havia mais gente envolvida na sua morte do que o que foi inicialmente percebido. Independente de tudo isso, o fato é que esta imagem é uma prova dos absurdos da vida. Um homem de apenas 35 anos, no começo de um novo ano, tira uma foto de sua família amorosa e acaba capturando simultaneamente a sua própria morte na lente da câmera.

3. Na linha do trem

A fotografia acima mostra os momentos finais de Ki-Suk Han, um pai e marido de 58 anos de idade que foi empurrado na frente de um trem por Naeem Davis, um morador de rua com quem Han havia discutido. Embora Naeem Davis culpe suas ações agressivas por várias razões (incluindo vozes em sua cabeça, drogas e até mesmo um par de botas que havia perdido), ele sustenta que Han não o “deixou em paz”, o que supostamente motivou tal ação. No fim das contas, Davis foi acusado de assassinato em segundo grau depois da investigação do caso.

2. Um dia aparentemente normal em Omagh

No dia 15 de agosto de 1998, um carro-bomba explodiu na cidade de Omagh, na Irlanda do Norte. O ataque foi realizado pelo grupo Exército Republicano Irlandês, mais conhecido pela sigla IRA, resultando na morte de 29 pessoas e deixando mais de 200 feridas. O bombardeio ocorreu durante um conflito étnico-nacionalista na Irlanda do Norte que durou mais de 30 anos. O carro-bomba de Omagh foi o responsável pelo maior número de mortos em qualquer incidente durante os ataques. Uma câmera contendo fotos mostrando a rua aparentemente tranquila momentos antes do impacto da bomba foi encontrada sob os escombros provenientes da explosão. Uma das fotos mais impactantes publicadas após o bombardeio de Omagh é essa mostrada acima, mostrando um homem segurando uma criança ao lado de um Vauxhall Cavalier, exatamente o veículo portando a bomba. Tanto o homem quanto a criança na foto sobreviveram, mas o fotógrafo não teve a mesma sorte.

1. Desastre do Rio Beás

Em 8 de junho de 2014, 24 estudantes de engenharia de Hyderabad, na Índia, perderam a vida em uma viagem universitária quando uma onda súbita de água foi liberada do Projeto Hidrelétrico de Larji, no rio Beás. Os estudantes da faculdade VNRVJIET participavam de uma turnê educacional no estado indiano de Himachal Pradesh, viajando de Shimla para Manali, quando o ônibus parou para que os estudantes pudessem tirar fotos nas margens do rio Beás. Sem aviso, as comportas se abriram e uma torrente de água pegou o grupo de surpresa, varrendo-os rapidamente em um incidente causado por uma negligência grosseira por parte do Projeto Hidrelétrico de Larji. É triste pensar que, enquanto esta foto acima deveria ter sido apenas mais uma boa lembrança de uma viagem de faculdade, ela acabou se tornando uma lembrança angustiante dos últimos momentos de paz de um grupo de amigos que infelizmente perderam suas vidas.

Fotos com histórias realmente impressionantes, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: