Curiosidades

6 objetos inusitados que já foram usados como armas de assassinatos

6 objetos inusitados que já foram usados como armas de assassinatos

Quando alguém planeja matar uma outra pessoa, facas, armas de fogo ou até mesmo cordas são os itens mais comuns usados como meio de extinguir a vida da vítima. No entanto, quando os assassinos cometem os seus crimes no calor do momento, nem sempre essas opções são as mais viáveis. Em muitas dessas ocasiões, esses indivíduos simplesmente não planejaram previamente matar alguém, mas por alguma razão, sentiram a necessidade de atacar violentamente a vítima. De fato, muitas vezes esses crimes fazem com que o agressor busque o objeto mais próximo para causar dano ao outro indivíduo. Hoje, examinaremos alguns dos objetos mais estranhos já utilizados para matar pessoas, o que curiosamente pode ser trágico e bizarro ao mesmo tempo.

6. Sapato de salto alto

Ao que parece, as mulheres podem usar os seus sapatos de salto alto como armas. Alf Stefan Andersson, um professor da Universidade de Houston, se deparou com essa “arma letal” e acabou com mais de 10 buracos em sua cabeça, mais especificamente por conta de um sapato stiletto incrivelmente afiado. Alguns dos buracos tinham 3,8 centímetros de profundidade e todos foram supostamente feitos por Ana Lilia Trujillo, que foi encontrada na cena do crime coberta de sangue. Trujillo, uma ex-massoterapeuta, alegou que Andersson a atacou enquanto eles estavam juntos em sua casa, supondo que ela agiu em legítima defesa. Ela também disse que ele ficou com ciúmes depois que um outro homem comprou uma bebida para ela em um clube naquela noite, o que iniciou uma discussão. Eles continuaram lutando quando chegaram ao seu apartamento e os vizinhos chamaram a polícia depois de ouvir sons de uma luta, mas o estrago já estava feito no momento em que a polícia chegou. Ana Lilia Trujillo foi presa em junho de 2013.

5. Guitarra

Amigos e familiares de Derrick Birdow disseram que o rapaz estava “completamente louco” nos dias que antecederam a sua ida a uma igreja com o objetivo de espancar um pastor até a morte com uma guitarra que ele usava para tocar nas aulas de música no próprio templo. A viúva de Birdow disse às autoridades que ele estava paranoico por alguém ter lhe injetado drogas, deixando-o mentalmente doente. Bem, o fato é que ninguém nunca saberá ao certo o que estava passando pela mente de Birdow quando ele agrediu o pastor da comunidade com um instrumento de cordas, já que ele morreu no local quando os policiais chegaram. Vale destacar que os relatórios de toxicologia do seu corpo revelaram que, no dia do assassinato, Birdow estava sob os efeitos de fenciclidina, que é um alucinógeno conhecido por causar transtornos de humor, paranoia, hostilidade e sentimentos de invulnerabilidade.

4. Saca-rolha

Quando o americano Murat St. Hilaire, de 55 anos, não apareceu para trabalhar e não respondeu um telefonema de Carline Renelique (ex-esposa e mãe de seus filhos), ela logo ficou preocupada e levou seus três filhos para saber o paradeiro do homem em seu novo apartamento em Nova York. Chegando no local, a filha de 11 anos encontrou Murat em seu quarto, deitado de costas com um saca-rolhas encravado em um dos lados de sua cabeça. Repentinamente, a jovem correu em choque dizendo que o seu pai estava morto. Curiosamente, este incidente aconteceu em 2008 e nenhuma prisão foi feita até hoje, já que ninguém sabe quem foi o autor do crime. Ainda assim, existe uma boa lição que podemos aprender com essa tragédia: se você quiser se proteger de potenciais assassinos, só beba vinho em garrafas com tampa de rosca.

3. Xbox 360

Em abril de 2013, a polícia em Fort Lauderdale, na Flórida, encontrou o cadáver de Monica Gooden ao lado de um Xbox 360 quebrado e ensanguentado, um indicativo de que o aparelho havia sido usado como a arma do crime. O assassino e dono do Xbox era seu namorado, Darrius Johnson, que disse que teve que matá-la porque ela estava de alguma forma “controlando-o contra a sua vontade”, além de também dizer que matar alguém nascido sob o signo astrológico de Touro era a única maneira de “libertar sua alma”. No final das contas, não só Johnson bateu em sua namorada com o Xbox, como ele também a esfaqueou repetidamente com uma faca. Ou seja, como você pode ver, o cara era doidão mesmo.

2. Prótese de perna

Em meados de 2011, Debra Hewitt, uma americana do Estado da Louisiana, foi condenada por ter matado seu namorado com a sua prótese de perna. Embora ela tenha sido acusada de matar outras duas pessoas anos antes, o seu crime mais recente ganhou uma maior notoriedade pela escolha da “arma do crime”. De acordo com relatos, Debra Hewitt inicialmente pisou em seu namorado, Dwayne Ball, e então tirou a prótese da sua perna e a usou para espancá-lo até a morte, tudo isso enquanto conseguia milagrosamente se equilibrar em uma única perna. Após as pancadas, ela deixou Ball para morrer, sendo que o seu corpo foi encontrado seis semanas depois. Debra Newitt recebeu uma sentença de prisão perpétua pelo crime.

1. Colher de sobremesa

Se você acha que uma colher não passa de um utensílio usado nas refeições, deixe-me apresentá-lo a trágica história de Timothy Magee. No dia do crime, um homem chamado Richard Clare escapou por uma janela em um centro de reabilitação de drogas em Hertfordshire, na Inglaterra, com o objetivo de receber uma quantia dinheiro que o deficiente Timothy Magee supostamente lhe devia. Quando ele não conseguiu obter nenhum dinheiro com o homem, Clare pegou o celular de Magee como parte de um acordo de comercialização de heroína. No entanto, quando Magee foi tentar pegar o seu celular de volta, Clare o atingiu na parte de trás da cabeça com uma colher de sobremesa, que por sua vez rompeu uma artéria e causou um sangramento fatal. O mais incrível de tudo isso é que os tribunais inicialmente consideraram Clare inocente do assassinato, acreditando em suas afirmações de autodefesa. No entanto, deram a ele sete dias de prisão por roubar o telefone. Sete anos depois, em 2010, Clare foi condenado por um homicídio diferente e recebeu 27 anos de prisão. Ah, vale destacar que Clare optou por um machado em vez de uma colher no segundo assassinato.

Qual das “armas” usadas nos crimes você achou a mais bizarra? Compartilhe o post e deixe o seu comentário com a gente!

Leia Também: