Curiosidades, História

Por que a Torre Eiffel foi construída?

Por que a Torre Eiffel foi construída?

Se você tiver a oportunidade de visitar Paris pelo menos uma vez na vida, existe uma certa parte da cidade que você simplesmente não vai querer deixar de visitar. Estamos falando, é claro, da Torre Eiffel. De fato, mesmo para aqueles que nunca viajaram para a capital da França e nem pensam em visitá-la, a verdade é que essa torre continua sendo a estrutura mais reconhecível do mundo!

Mas embora a maioria das pessoas sabe onde ela fica localizada e admira o seu design elegante (dando um maior destaque a uma capital cultural da Europa), poucas pessoas conhecem a história desta magnífica estrutura. Por isso, hoje vamos abordar uma questão pertinente: afinal, por que a Torre Eiffel foi construída?

O início de tudo com a Exposição Universal de 1889

A torre Effiel foi construída para marcar o aniversário de 100 anos da Revolução Francesa. Nesse mesmo período, Paris sediava a Exposição Universal de 1889 e quis celebrar a ocasião com algo verdadeiramente espetacular. Um espaço no Campo de Marte, uma das maiores áreas verdes em Paris, foi o local proposto para a construção de uma estrutura única, que por sua vez exigiu que mais de 100 arquitetos e designers apresentassem as suas ideias. A estrutura deveria ser usada como porta de entrada para a Exposição Universal, por isso precisava ser algo realmente incrível e que pudesse chamar a atenção.

O lance vencedor veio da construtora de Alexandre-Gustave Eiffel, um renomado engenheiro e arquiteto. No entanto, apesar de Alexandre Eiffel ser frequentemente creditado como a mente por trás do design desta estrutura icônica, a história já revelou que foi na verdade o seu assistente, Maurice Koechlin, que fez a maior parte do design original e dos esquemas detalhados da Torre. O trabalho começou em 28 de janeiro de 1887 e levou mais de dois anos para ser totalmente concluído. No geral, a torre original consistia em mais de 2,5 milhões de rebites e 18.000 peças individuais de ferro forjado. Centenas de pessoas trabalharam para completar a estrutura monumental antes da abertura da Exposição. Quando o projeto chegou ao fim, a torre tinha quase 300 metros de altura, tornando-se a estrutura mais alta do mundo na época, um título que deteve por mais de 40 anos.

O fim da exposição e a quase demolição da torre

Embora pareça ser uma decisão absolutamente surreal nos dias de hoje, o governo francês quase chegou a demolir a Torre Eiffel em 1909, apenas vinte anos depois da obra ter sido construída, uma vez que ela deveria ser inicialmente apenas uma exposição temporária. O mais curioso disso tudo é que essa ideia era apoiada por muitos cidadãos franceses que também expressavam uma grande preocupação de que a torre pudesse “prejudicar o perfil da cidade”, sendo que alguns até a consideravam uma “monstruosidade”. No entanto, o valor estratégico da torre como uma antena de rádio não poderia ser negado, então o governo da cidade decidiu manter a estrutura no seu devido lugar. Se não tivessem, mal saberiam eles que teriam destruído a atração turística paga mais popular do mundo.

Aproximadamente 40 anos depois de sua construção, seu título de maior estrutura artificial do mundo foi colocado em risco, quando o arranha-céu Chrysler Building foi construído em Nova York. Não querendo ser superados pelos americanos, os franceses decidiram adicionar uma antena de rádio ao topo da Torre Eiffel, trazendo-a para a sua altura atual de 300 m, tornando-a 5 m mais alta do que o prédio americano. No entanto, um ano depois de recuperar o título, o Empire State Building foi erguido, chegando a 381 m de altura, marcando o fim do reinado da Torre Eiffel sobre o céu.

A popularização

Um fato interessante é que, quando os nazistas invadiram Paris durante a Segunda Guerra Mundial, Hitler ordenou que a torre fosse destruída, mas a ordem nunca chegou a ser cumprida. Talvez até os nazistas não queriam deixar de olhar para essa estrutura impressionante. De fato, desde meados do século XX, a popularidade da torre cresceu à medida que as viagens globais se tornavam mais acessíveis, de modo que o governo francês agora a considera um tesouro nacional. A torre é repintada a cada sete anos e recebe visitantes em todos os dias do ano.

Hoje, mais de 7 milhões de pessoas visitam a Torre Eiffel a cada ano e mais de 250 milhões já a visitaram desde a sua construção. Outra curiosidade que merece menção envolve as quatro bases principais da torre. Se você acabar se perdendo em Paris, saiba que as bases estão posicionadas de acordo com os principais pontos de uma bússola. Ou seja, além de ser uma construção impressionante, a Torre Eiffel também pode ajudar as pessoas a se localizarem mais facilmente.

Um toque francês em outros pontos turísticos

Agora, você pode estar se perguntando: “se Alexandre-Gustave Eiffel e Maurice Koechlin projetaram a Torre Eiffel, eles certamente também devem ter feito algum outro grande trabalho, certo?” Bem, de fato, os dois homens também foram empregados para trabalhar em um outra estrutura icônica que você certamente já ouviu falar: a Estátua da Liberdade. Sim, isso mesmo! Alexandre-Gustave Eiffel foi o segundo designer encarregado de elaborar a estrutura interna da Estátua da Liberdade, depois que o seu designer original, Eugene Viollet-le-Duc, faleceu repentinamente em 1879. Eiffel interveio e assegurou que a estrutura interna era sólida e segura, mesmo alterando os projetos iniciais para usar técnicas mais modernas para aumentar a resistência e a sua durabilidade. Sua reputação cresceu bastante após esse histórico projeto de construção, o que pode ter dado a ele uma vantagem considerável sobre a concorrência quando o assunto era a elaboração de outros projetos ambiciosos.

Ou seja, com tudo o que foi apresentado, fica muito mais fácil entender os principais fatores que fazem a Torre Eiffel ser o orgulho e a alegria de muitos parisienses. E pelo o que podemos constatar, é bem provável que ela continue a atrair turistas impressionados de todo o mundo por um longo tempo!

E você, já conhecia o processo de construção da Torre Eiffel? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: