Curiosidades

O que é lavagem de dinheiro?

O que é lavagem de dinheiro?

A menos que você tenha vivido em algum outro planeta durante toda a sua vida, você certamente já deve ter ouvido falar em “lavagem de dinheiro”. Pois bem, esse termo é mencionado nos noticiários praticamente o tempo todo e também já foi citado em vários filmes (como “Conexão Escobar” e “O Lobo de Wall Street”) e em famosas séries de TV (como “Breaking Bad” e “Narcos”).

Mas apesar de todo mundo já ter se deparado com esse termo inúmeras vezes, poucas pessoas conseguem entender completamente o que ele significa e como essa tática realmente funciona, ou seja, como exatamente o dinheiro é lavado. Neste post, nós vamos discutir exatamente isso, definindo o conceito da prática e apontando os métodos de lavagem mais utilizados.

Entendendo a raiz do problema

Na prática, lavagem de dinheiro é simplesmente o ato de “limpar” grandes quantias de dinheiro que foram obtidas por meios ilegais. Em outras palavras, a lavagem de dinheiro é usada para dar a impressão de que uma quantia ilícita foi obtida como resultado de uma fonte ou atividade totalmente legal. Mais especificamente, essa tática criminosa gira em torno do processo de converter os lucros de uma atividade ilegal (como tráfico de drogas e corrupção) em receita legítima. Dessa forma, o dinheiro obtido através de atividades ilegais é coloquialmente chamado de “dinheiro sujo”.

É exatamente por isso que o processo de lavagem de dinheiro é responsável por “limpar”, ou seja, transformar o dinheiro sujo em algo legítimo. Mas por que alguém precisa lavar dinheiro, em primeiro lugar? Qual é a razão para isso? Bem, o problema em ganhar uma grande quantidade de lucro através de uma atividade ilegal é que você não pode usá-lo diretamente em conformidade com as leis, ou seja, se não tratá-lo de uma forma ou de outra para que ele se torne “limpo”, ele não será legalmente aceito.

Uma questão de transformar o ilícito em algo legítimo

Para entender melhor, vamos usar um exemplo prático. Pois bem, vamos supor que em um belo dia você acorde com um pensamento criminoso e decida que quer roubar um banco. Após o assalto, você percebe que tem alguns milhões de reais em suas mãos, mas ao mesmo tempo percebe que não pode simplesmente gastá-lo em casas de praia e carros esportivos para ficar ostentando por aí. Se você fizer isso, invariavelmente atrairá a atenção das agências de aplicação da lei do país, como a Polícia Federal, no caso do Brasil. Mais importante, eles estarão muito interessados ​​em saber onde e como você conseguiu uma quantia de dinheiro tão grande e tão rapidamente.

Desse, modo, ainda que você obviamente queira usar esse dinheiro roubado, terá que evitar os radares da Polícia Federal e de outras autoridades do seu país. Então, o que fazer? Bem, basta descobrir uma maneira de fazer com que o dinheiro pareça ter sido obtido de uma fonte legítima. É disso que se trata a lavagem de dinheiro. As pessoas que se envolvem em atividades ilegítimas e que obtêm enormes lucros e um grande fluxo de dinheiro não podem usar seus recursos diretamente, pois elas acabariam permitindo que as agências de segurança descobrissem o esquema. É por isso que as pessoas que executam trabalhos ilegítimos precisam lavar seu dinheiro ilegal.

Tá mas, como exatamente o dinheiro é lavado?

Basicamente, a lavagem de dinheiro é executada em três etapas, especialmente quando se faz necessário lavar uma quantia enorme de dinheiro. Essas etapas são denominadas: colocação, ocultação e integração. A “colocação”, como você já deve imaginar, se resume à “colocação” ou “introdução” do dinheiro sujo no sistema financeiro através de alguma via legítima. Para isso, os lavadores de dinheiro fazem o uso de certos negócios aparentemente legítimos (como lava jatos, restaurantes, bares, cassinos, entre outros), onde podem inflar artificialmente os recebimentos de caixa diários para canalizar seu dinheiro ilegal através da empresa. Essas empresas geralmente são referidas como “frentes”.

O próximo passo é a “ocultação”. Nesta etapa, a origem do dinheiro ilegal é ocultada por uma série de truques de contabilidade e transações complexas, dificultando ainda mais o rastreamento de sua origem. O passo final é a “integração”, quando o lavador recebe seu dinheiro sujo de volta, que agora está “limpo” e perfeitamente legal, podendo ser usado normalmente entre os meios legítimos. No entanto, é importante deixar claro que a soma final que os lavadores de dinheiro adquirem é sistematicamente menor do que a soma inicial com a qual eles começaram. Isso acontece porque todo esse processo de “limpeza” tem um custo relativamente alto para ser realizado da maneira mais discreta possível.

Um processo muito difícil de ser desvendado

Obviamente, o pequeno exemplo que foi mostrado acima se trata de apenas de um esboço básico e bem simplificado de como funciona os principais pontos do processo de lavagem de dinheiro. Por isso, é importante destacar que, no dia a dia, muitos desses processos são bem mais complexos e difíceis de serem desvendados. De fato, esse é o principal ponto que torna a lavagem de dinheiro um dos esquemas criminosos mais complicados de descobrir.

Além disso, com a popularização de vários meios de transferências monetárias via Internet, incluindo as chamadas moedas digitais (que incluem o já conhecido “bitcoin”), desvendar um esquema de lavagem de dinheiro se tornou algo muitas vezes indecifrável. Outro ponto que merece destaque aqui é o fato de que a lavagem de dinheiro costuma ser um processo de longo prazo. Por causa disso, pode levar semanas, meses ou até mesmo anos para que o dinheiro “sujo” retorne ao proprietário de uma forma adequada.

Do outro lado da história, as autoridades responsáveis por combater a lavagem de dinheiro têm tentado se manter cada vez mais atentas sobre as novas maneiras pelas quais os lavadores de dinheiro resolvem movimentar o dinheiro ilegal. No entanto, a verdade é que a justiça ainda precisa percorrer um longo caminho antes de acabar completamente com esse oponente particularmente formidável e eliminá-lo de uma vez por todas.

E você, já sabia como funcionam os esquemas mais utilizados para a lavagem de dinheiro? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: