Curiosidades

Qual é o maior navio do mundo?

Qual é o maior navio do mundo?

Nós do TriCurioso adoramos um bom recorde, seja sobre qual é a maior cobra do mundo, ou ainda sobre qual avião possui a maior capacidade do mundo. Por isso, hoje chegou a hora de descobrir qual é o maior navio de todo o mundo! Vamos lá?

Canecas para Presente

Seu nome é Seawise Giant e ele foi encomendado em 1974 e entregue em 1979 pela Sumitomo Heavy Industries Ltd. Ele foi para o estaleiro Oppma em Yokosuka, Kanagawa, Japão e tinha incríveis 418.611 TONELADAS! Neste período ele ainda não havia sido batizado e continuou assim por muito tempo, tendo apenas o número 1016 gravado no casco. Foram realizados vários testes no mar e a embarcação demonstrou grandes problemas com vibração e por isso o proprietário grego se recusou a receber o navio que, depois disso, foi submetido a um longo processo de arbitragem onde foi liquidado, vendido e batizado de Oppama por Shi.

Quem o vendeu foi o próprio estaleiro ao exercer o seu direito e foi negociado com a CY Tung, fundadora da Orient Overseas Container Line de Hong Kong. O objetivo da empresa era alongar o navio em diversos metros e ainda adicionar 146.152 toneladas a sua capacidade de carga atraves de um processo chamado jumboização. Dois anos depois o Seawise Giant ganhou finalmente seu nome como um trocadilho com ‘CY’S’ que acabou sendo adotado em diversos outros navios da CY Tung, incluindo o chamado Seawise Unversity.

Após este reajuste o navio alcançou uma capacidade de 564.763 toneladas de porte bruto, tendo um comprimento total de 458,45m e uma largura de 24,611m. Ele também possuía 46 tanques com 31.541m² de espaço em seu convés e extraía uma quantidade imensa de água ao atravessar o Canal da Mancha. Só o seu leme pesava 230 toneladas enquanto sua hélice tinha o peso de 50 toneladas.

Infelizmente, durante a Guerra do Irã-Iraque que ocorreu de 1980 a 1988 o Seawise Giant foi danificado e afundou depois de um ataque da Força Aérea Iraquiana quando ancorou na Ilha de Larak, no Irã, em 14 de maio de 1988. Naquela ocasião, o navio carregava petróleo bruto iraniano e foi atingido por bombas de paraquedas que incendiou o navio e o deixou fora de controle, o afundando em águas rasas e obrigando a perda total a ser anunciada.

O ressurgimento

Então, pouco depois do final da guerra entre Irã e Iraque a Norman Internacional decidiu comprar o naufrágio, recupera-lo e conserta-lo no estaleiro da Keppel Company de Cingapura. Na época o renomearam de Happy Giant e o levaram de volta para o serviço em outubro de 1991. Anos depois Jørgen Jahre comprou o petroleiro em 1991 por US$ 39 milhões e renomeou como Jahre Viking. Depois de 1991 a 2004, foi de propriedade da Loki Stream AS onde exibiu a bandeira norueguesa.

Canecas para Presente

Mais tarde em 2004 foi comprado pela First Olsen Tankers Pte. Ltd., renomeado como Knock Nevis e convertido em um tanque de armazenamento permanentemente ancorado no campo de petróleo do Qatar Al Shaheen, no Golfo Pérsico. Knock Nevis foi renomeada para Mont e novamente para Serra Leoa pelos novos proprietários Amber Development Corporation , para sua última viagem à Índia, onde foi desmantelada pela Priyablue Industries. O navio foi encalhado em 22 de dezembro de 2009. Sua âncora de 36 toneladas foi salva e enviada para o Museu Marítimo de Hong Kong para exposição.

O recorde

O Seawise Giant foi o maior navio já construído tendo 458,45m de altura, o que o torna mais comprido que a altura de muitos dos prédios mais altos do mundo. Entretanto ele era ligeiramente menor que o do Taipei 101 que possui 509 m (1.670 pés), mas era maior do que os 452,9 metros da Petronas Twin Towers.

Apesar do seu grande comprimento, o Seawise Giant não era o maior navio em termos de arqueação bruta, ocupando o quinto lugar com 260.941 GT, atrás dos quatro super-vendedores de 274.838 e 275.276 GT Batillus. É o maior e também o maior por porte bruto: 564.763 toneladas. Navios de classe Batillus e Seawise Giant foram os maiores objetos já construídos pelo ser humano.

Você sabia de tudo isso? Comente!

Leia Também: