Curiosidades, História

As histórias por trás dos piratas mais ricos de todos os tempos

As histórias por trás dos piratas mais ricos de todos os tempos

Durante vários séculos, os piratas dos velhos tempos desbravaram os mares e passaram a povoar a imaginação das grandes massas. De fato, viver a bordo de um navio pirata e velejar no alto mar acabou sendo um tema muito romantizado por uma variedade de filmes e livros nos últimos tempos. Mas independente de ser romântica ou não, o fato é que a pilhagem de navios e cidades pode realmente ter sido algo muito lucrativo para alguns.

Em 2008, a Forbes publicou um artigo que apresentava os piratas mais ricos de todos os tempos, com base no quanto as suas fortunas equivaleriam nos tempos modernos. Com isso em mente, nós do TriCurioso resolvemos dar uma olhada mais de perto nos piratas mais ricos da história ao mesmo tempo em que tentamos descobrir quais foram os fatores que os tornaram tão bem-sucedidos financeiramente.

Curiosamente, você vai perceber que ficar milionário nem sempre foi a coisa mais difícil para alguns, já que permanecer vivo para desfrutar a riqueza obtida era a parte realmente mais complicada do negócio. Confira!

6. Jean Fleury (US $ 31,5 milhões)

Jean Fleury era um oficial da marinha francesa e corsário que nasceu na Normandia. A sua carreira no ramo da pirataria durou de 1521 a 1527, um período que lhe fez conquistar cerca de US $ 31,5 milhões. Fleury é mais conhecido por ter sido o homem que capturou o tesouro de Hernan Cortez enquanto estava sendo transferido do México para a Espanha. De fato, ele construiu boa parte da sua fortuna ao capturar vários navios dos espanhóis.

Infelizmente, pelo menos para Fleury, os espanhóis acabariam capturando-o. Como se pode imaginar, Carlos V da Espanha não ficou muito satisfeito com os seus feitos, fazendo com que Fleury fosse enforcado por pirataria em 1527.

5. Bartholomew “Black Bart” Roberts (US $ 32 milhões)

Se houvesse uma espécie de “Hall da Fama dos piratas”, Bartholomew Roberts certamente faria parte desse seleto grupo. Esse pirata galês era muito bom em pilhar dinheiro e ganhou algo em torno de US $ 32 milhões durante a sua vida de pirata. Curiosamente, Roberts era originalmente um membro da marinha mercante, tendo sido posteriormente capturado por piratas e forçado a se tornar um. No fim das contas, ele acabou gostando tanto da pirataria que ficou muito bom nisso.

Durante sua carreira, que durou de 1719 a 1722, Roberts capturou mais de 400 navios (algumas fontes dizem que o número exato pode ter chegado a 470), mais do que qualquer homem durante a Era de Ouro da Pirataria. No entanto, “Black Bart” foi baleado na garganta enquanto lutava contra a tripulação do oficial da Marinha Real Britânica Chaloner Ogle e morreu aos 39 anos.

4. John Bowen (US $ 40 milhões)

John Bowen foi um famoso invasor dos mares que nasceu em algum lugar no que hoje corresponde ao território das Bermudas. A sua carreira de pirata durou de 1700 a 1704, o suficiente para lhe render um total de US $ 40 milhões. Bowen teve muito sucesso logo no início de sua carreira. Em algum momento entre 1700 e 1701, ele encontrou uma frota que consistia em treze navios e capturou a maioria deles. Essa única pilhagem foi responsável por mais da metade da riqueza de Bowen.

Curiosamente, ele foi um dos poucos piratas que realmente conseguiram se aposentar. No entanto, após cerca de seis meses como aposentado, ele morreu de uma doença intestinal. Como muitos piratas de sua época, a idade de Bowen na época de sua morte ainda é desconhecida.

3. Thomas Tew (US $ 103 milhões)

Como muitos membros de nossa lista, Thomas Tew também já foi um soldado. Apesar de ter navegado apenas por cerca de três anos, de 1692 a 1695, o nativo do estado americano de Rhode Island tornou-se o terceiro pirata mais rico de todos os tempos, conquistando uma fortuna de aproximadamente US $ 103 milhões.

Já na sua primeira grande viagem, Tew conseguiu capturar um grande navio mercante. Esse navio carregava uma grande fortuna em prata e ouro, sem mencionar a sua abundância em seda, pedras preciosas e especiarias, tornando-se um dos maiores roubos de todos os tempos. No entanto, sua segunda grande viagem não saiu como planejado. Nessa ocasião, Tew foi estripado por uma bala de canhão enquanto lutava contra um comboio em 1695. Ele tinha cerca de 45 anos na época.

2. Francis Drake (US $ 115 milhões)

Frances Drake recebeu muitos títulos durante sua vida, incluindo explorador, corsário, oficial da marinha e pirata. As várias ocupações do inglês o ajudaram a arrecadar cerca de US $ 115 milhões ao longo de sua carreira. De fato, até mesmo a rainha Isabel I da Inglaterra era um grande admiradora de Drake, tanto que ela chegou a condecorá-lo como cavaleiro em 1581. Ele também serviu como vice-almirante de sua frota em uma famosa batalha contra a Armada Espanhola em 1588.

Como muitos corsários ingleses, ele construiu um boa parte da sua fortuna através de invasões a navios espanhóis. É exatamente por isso que, embora ele fosse visto como um herói em seu país de origem, os espanhóis o consideravam um pirata. O mais curioso é que, embora a Espanha tivesse chegado a oferecer um grande resgate por sua captura, Drake acabou morrendo de disenteria no Panamá aos 56 anos de idade.

1. Samuel “Black Sam” Bellamy (US $ 120 milhões)

Em termos de riqueza, Samuel Bellamy (mais conhecido como “Black Sam”) foi o pirata mais bem-sucedido de todos os tempos. Apesar de sua carreira ter durado pouco mais de um ano, Bellamy conseguiu captar incríveis US $ 120 milhões nesse curto período de tempo apenas com pilhagens. Bellamy ganhou o nome de “Black Sam” porque preferia não usar uma peruca. Em vez disso, ele deixava o seu longo cabelo preto (daí o “black”) na maior parte do tempo.

Durante o seu curto período em atividade, Black Sam conseguiu capturar 52 navios. Sua maior aquisição ocorreu em 1717, quando saqueou um navio de 300 toneladas chamado Whydah Gally. Depois de apenas um tiro, o capitão do Whydah Gally entregou o navio ao pirata. Como um “ato de bondade”, Black Sam deu ao capitão o seu próprio navio em troca da volumosa embarcação.

Não muito tempo depois, “Black Sam” foi morto em alto mar, quando seu navio acabou encontrando uma grande tempestade ao longo da costa de Massachusetts.

E você, já tinha ouvido falar em algum dos piratas citados aqui? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: