Curiosidades, Entretenimento

5 coisas que você não sabia sobre As Meninas Superpoderosas

5 coisas que você não sabia sobre As Meninas Superpoderosas

A estreia do Cartoon Network na década de 90 foi responsável pela popularização de vários desenhos memoráveis. Um bom exemplo disso foi a estreia em 1998 da animação As Meninas Superpoderosas. Esse desenho se transformou em um dos produtos mais populares do canal de TV e conseguiu manter uma base de fãs muito consistente ao longo das suas seis temporadas.

A premissa do desenho era simples: três meninas do jardim de infância com superpoderes têm a tarefa de defender a sua cidade natal (Townsville) contra as artimanhas de vários vilões com características inusitadas. Embora seja um enredo bem básico, isso foi mais que suficiente para deixar crianças de todas as partes do mundo imediatamente viciadas nas aventuras dessas três garotinhas capazes de espancar vários criminosos.

As Meninas Superpoderosas permaneceram imensamente populares mesmo depois que o programa parou de ser exibido, tanto é que não é difícil ver o lançamento de alguma linha de produtos inspirados no desenho de vez em quando. No entanto, ainda há muitas coisas que o fã comum pode não saber sobre esse fabuloso trio de combate ao crime. Por isso, listamos aqui algumas curiosidades que vão aumentar o seu conhecimento sobre o desenho animado. Confira!

5. O desenho é até hoje o recordista da maior estreia na história do Cartoon Network

Quando estreou em 18 de novembro de 1998, o episódio inicial de As Meninas Superpoderosas se tornou mais assistido da história do Cartoon Network dos EUA, um recorde que se mantém até hoje. Ao longo do tempo, o desenho manteve altos índices de audiência entre várias faixas demográficas e também serviu como uma espécie de trampolim para a popularização de outras animações que surgiram depois.

Para se ter uma ideia, As Meninas Superpoderosas obteve audiências mais altas do que outros desenhos famosos da rede de TV, como O Laboratório de Dexter, que já estava no ar no Cartoon Network desde 1996. Seu sucesso logo levaria ao lançamento de CDs, um filme, camisetas, brinquedos e todas as outras coisas que você possa imaginar.

Também vale destacar que, como o desenho teve lançamento simultâneo em vários países, ele se tornou uma espécie de fenômeno global em um curto período de tempo, chegando a surpreender os seus próprios criadores.

4. Os olhos das personagens foram inspirados nas obras de Margaret Keane

Os grandes olhos das Meninas Superpoderosas sempre foram um ponto de discussão, já que eles basicamente ocupam toda a cabeça das personagens. Mas o que pouca gente sabe sobre os olhos das super-heroínas é que eles foram inspirados nas obras da artista americana Margaret Keane.

A história de Margaret Keane é bem interessante. Quando ela começou a pintar, grande parte do seu trabalho foi “roubado” pelo seu marido abusivo. Isso porque ela pintava sem parar por cerca de 16 horas por dia, mas era o seu marido quem assumia o crédito pelo seu trabalho e vendia suas pinturas. Por conta disso, ele se tornou um dos pintores mais reverenciados na época, embora nada daquilo que ele vendia fosse obra de sua autoria.

Depois de deixar o marido, Keane finalmente revelou em uma transmissão de rádio que era ela quem realmente fazia as pinturas. Após isso, ela recebeu vários prêmios e até ganhou uma batalha judicial na Suprema Corte dos Estados Unidos.

3. A revelação do rosto da secretária do prefeito

Durante todo o desenho, a secretária do prefeito de Townsville, a Srta. Sara Belo, só teve o rosto mostrado uma única vez. A ideia de esconder o seu rosto foi algo planejado desde as primeiras conversas sobre o enredo do desenho, já que os produtores acreditavam que isso estimularia a imaginação e a criatividade das crianças. O seu rosto foi revelado muito rapidamente em um especial, embora a cor dos seus olhos continuem sendo um mistério, já que ela estava de olhos fechados.

Outro fato curioso sobre a personagem envolve o seu sobrenome “Belo”, que acredita-se fazer alusão à palavra “cerebelo”, uma parte do cérebro, visto que ela sempre foi a verdadeira mente por trás de tudo que o ingênuo prefeito não conseguia fazer. Curiosamente, também especula-se que ela seja apaixonada pelo prefeito, algo que fica mais explícito no episódio “Speed Demon”.

2. A polêmica envolvendo o personagem “Ele”

Se você sempre imaginou que o personagem do desenho comumente referido como “Ele” se parece exatamente com as descrições físicas características do Diabo, saiba que isso acontece porque ele é realmente o tal. Durante os estágios iniciais da criação do desenho, esse personagem ainda chegou a ser chamado de “Diabo”, mas a Cartoon Network decidiu recuar quando começou a receber certas reclamações com relação a isso.

As reclamações vieram principalmente de pais preocupados que não achavam apropriado ter tal personagem em um programa infantil. Por outro lado, o canal de TV queria mostrar que os criadores do desenho não eram afiliados a nenhuma religião, então ao invés de simplesmente abandonar o personagem, eles começaram a chamá-lo de “Ele”. Isso pode não ter sido suficiente para alguns pais, mas o fato é que o personagem acabou caindo nas graças do público por causa do seu jeito afeminado e o seu pensamento extremamente bobo. Ele também foi o segundo principal antagonista do desenho, ficando logo atrás do lendário Macaco Louco.

Também vale destacar que Ele era de longe o mais poderoso dos vilões, tendo o poder de destruir o mundo se assim quisesse. Ah, também não podemos deixar de mencionar que esse personagem também era muito bom em fazer panquecas.

1. A curiosa inspiração por trás da criação do Macaco Louco

Originalmente servindo como assistente de laboratório do Professor Utônio, o Macaco Louco acabou se tornando o arqui-inimigo das Meninas Superpoderosas. Sendo assim, seu único objetivo na vida era dominar o mundo e destruir as garotas que combatiam o crime. Embora ele nunca tenha sido totalmente bem-sucedido, esse macaco até chegou a derrotar as meninas em certas ocasiões.

O que pouca gente sabe é que, na verdade, o Macaco Louco foi baseado em um outro vilão primata: o Dr.Gori da série japonesa Spectreman. O tal Dr.Gori também era um cientista maluco que havia sido banido do seu pacífico planeta símio. Então, ele viaja para a Terra e tenta “descontar a sua raiva” enquanto tenta colocar em prático o seu plano de acabar com a humanidade.

De certo modo, isso é bem parecido com os planos de dominação universal do Macaco Louco. Também vale destacar que o seu chapéu icônico foi inspirado no protagonista de The Kagestar, uma outra série japonesa do gênero tokusatsu que foi exibida na década de 70.

E você, já sabia tudo isso sobre As Meninas Superpoderosas? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: