Curiosidades

7 fatos curiosos envolvendo fábricas de carros

7 fatos curiosos envolvendo fábricas de carros

As fábricas de automóveis são lugares muito importantes para o desenvolvimento da economia como um todo, afinal de contas, elas constroem os carros que usamos nas estradas todos os dias. Essas grandes indústrias criam máquinas extremamente complexas praticamente do nada, empregando uma variedade de técnicas que cada empresa guarda como seus próprios segredos.

Pensando nisso, nós do TriCurioso resolvemos listar alguns fatos interessantes envolvendo fábricas de carros. Algumas dessas curiosidades podem parecer bastante bizarras, mas a verdade é que cada empresa consegue criar ótimos veículos com seus métodos peculiares. Sendo assim, continue lendo para aprender seis coisas que você provavelmente não sabia sobre essas grandes indústrias.

7. A fábrica da Ferrari em Maranello possui várias plantas para regular a umidade do local

A Ferrari decidiu aderir ao lado verde da força em sua fábrica de automóveis em Maranello com a adição de uma grande quantidade de plantas. Na prática, essas plantas servem para regular a umidade do local, limpar o ar e proporcionar aos trabalhadores algo agradável de se observar durante todo o dia.

Há plantas espalhadas pelo chão, um lugar apenas para árvores e até um jardim maior onde as pessoas podem relaxar e aliviar um pouco do estresse. No fim das contas, isso certamente torna o local de trabalho mais convidativo e promove um ambiente mais agradável para a criação de seus veículos originais.

6. Muitas fábricas de automóveis contam com pistas de teste exclusivas

Uma fábrica de carros não estaria completa sem um local para testar os seus veículos, não é mesmo? É exatamente por isso que muitas montadoras investem rios de dinheiro na construção de pistas de teste dentro de suas próprias instalações. A fábrica de Koenigsegg, montadora sueca de modelos de alta performance, foi construída em um hangar dentro de uma antiga pista de pouso da Suécia, o que acabou por ser um local perfeito para testar seus veículos de alta velocidade.

Por outro lado, uma das antigas fábricas da Fiat, chamada Lingotto, tinha uma pista de teste construída sobre o teto, mas hoje em dia esse prédio não é mais usado para fins de produção. Desde então, a sua estrutura foi convertida em museu, o que é ótimo para os visitantes, já que por uma pequena taxa, qualquer pessoa pode entrar e ver onde a Fiat costumava testar seus carros antes de colocá-los à venda nas concessionárias.

5. Os motores da Lamborghini são montados à mão

A Lamborghini é conhecida mundialmente por criar carros que superam facilmente as nossas expectativas, mas o que você provavelmente não sabia é que eles constroem tudo à mão, incluindo seus motores. Todos os seus funcionários são treinados internamente para aprimorar os seus conhecimentos e incentivados a tentar coisas novas para ampliar seus horizontes, sempre tendo em mente a criação de um produto de qualidade.

Também vale destacar que a Lamborghini gosta de promover a participação dos seus colaboradores em vários setores da indústria. Por exemplo, depois de aprender os meandros dos carros, alguns funcionários têm a possibilidade de se tornarem pilotos de testes para a marca, nem que seja por um dia. Isso é diferente de qualquer outra fábrica no mundo, pois a maioria das montadoras preferem confiar no trabalho dos robôs quando o assunto é a montagem de seus veículos, o que afasta os empregos daqueles que mais precisam deles.

4. A maior fábrica de carros do mundo fica em Wolfsburg, na Alemanha

Pouca gente sabe, mas a maior fábrica de automóveis do mundo está localizada em Wolfsburg, na Alemanha, e pertence à Volkswagen. Ela abrange um total de 53 milhões de metros quadrados e tem a capacidade de produzir cerca de 3.800 veículos por dia. Em outras palavras, isso significa que, se essa fábrica fosse aberta todos os dias, ela conseguiria produzir cerca de 1,3 milhão de carros em um único ano!

Esta fábrica foi inaugurada no ano de 1945 e vem fabricando tanto veículos completos quanto peças para reposição desde então. Eles pressionam chapas, pintam os veículos finalizados e oferecem passeios de 2 horas aos visitantes todos os dias em que estão abertos. Ou seja, é uma fábrica realmente inigualável em todos os aspectos e será difícil para qualquer empresa rival tentar competir com sua impressionante linha de produção.

3. A Volkswagen usa sons específicos para manter os pássaros afastados de sua fábrica cheia de vidros

A fábrica da Volkswagen em Wolfsburg tem um prédio todo em vidro onde eles armazenam muitos de seus veículos. A única questão nesse tipo de arquitetura é que muitos pássaros tendem a se chocar contra as janelas transparentes, o que leva a muitos problemas. Foi com isso em mente que eles acabaram empregando o uso de um alto-falante que produz sons específicos que mantêm os pássaros afastados.

Na prática, esses sons sinalizam que o território está “ocupado” e até agora parece que está funcionando muito bem. Alguns pássaros ainda acabam se chocando, mas na maioria das vezes, o vidro permanece intacto mesmo com as pancadas dos animais.

2. A fábrica de carros da Mazda em Hiroshima sobreviveu à bomba nuclear

Muito provavelmente você já deve saber que Hiroshima foi um dos lugares onde os Estados Unidos lançaram uma bomba nuclear na Segunda Guerra Mundial. Pois bem, o que você talvez ainda não sabe é que a fábrica da Mazda ficava a aproximadamente cinco quilômetros de onde a bomba fez contato com o solo. No entanto, para a sorte da empresa e dos seus trabalhadores, uma montanha a salvou da explosão.

De fato, levou apenas quatro meses para eles recomeçarem a produção. Assim que as atividades voltaram ao normal, eles passaram a montar todos os tipos de veículos que haviam começado a criar, ao mesmo tempo em que ajudavam a reconstruir a cidade após o desastre. Caso você esteja pretendendo visitar o Japão, saiba que essa fábrica ainda está em uso até hoje e passeios estão disponíveis para os visitantes interessados.

1. As antigas fábricas da Ford espionavam e controlavam a vida de seus funcionários

Desde a sua fundação, a Ford compartilhava uma ideia de que todos os seus trabalhadores, a quem pagava muito bem, deveriam se tornar cidadãos exemplares. Isso levou à criação do Departamento Sociológico da Ford, que era uma equipe de mais de 200 pesquisadores que inspecionavam todos os aspectos da vida dos funcionários.

Eles faziam perguntas pessoais sobre os hábitos de consumo de álcool e drogas de seus trabalhadores e às vezes até verificavam se eles mantinham suas casas limpas. Era um negócio meio louco, mas acabava fornecendo os resultados que a Ford precisava.

Muito interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: