Curiosidades

Conheça Piglet, o cãozinho que nasceu surdo e cego

Conheça Piglet, o cãozinho que nasceu surdo e cego

Os animais são incríveis, alguns deles podem ser domesticados e acabam tornando os nossos dias melhores. Quando se trata de animais domésticos, os cachorros acabam conquistando a preferência de boa parte das pessoas, não podemos negar que eles são muito especiais, não é mesmo?

Canecas para Presente

É comum vermos por aí pessoas que são grandes exemplos de superação, mas também existem animais que acabam ganhando um certo destaque. Hoje iremos conhecer a história de Piglet, um cãozinho pra lá de especial que ensina principalmente às crianças como lidar com as diferenças.

Conheça Piglet, o cãozinho que nasceu surdo e cego

Início da Vida

Piglet é cãozinho cor-de-rosa e uma mistura de um dachshund (popurlamente conhecido como salsicha) com uma chihuahua, o cãozinho nasceu em um abrigo na Geórgia, mas o local estava superlotado, então ele, sua mãe e seus três irmãos tiveram que ser transferidos para um outro abrigo que fica em Connecticut.

Especialistas explicaram que o cãozinho é rosa porque os seus pais possuem a pelagem manchada e isso resulta na chance de 25% do filhote nascer dessa cor. Piglet recebeu esse nome em homenagem ao personagem Leitão que faz parte dos filmes do Ursinho Pooh. Ele nasceu cego e surdo, então já dá para imaginar que as coisas não foram tão fáceis para ele no início da vida.

Conheça Piglet, o cãozinho que nasceu surdo e cego

Adoção

A médica veterinária Melissa Shapiro estava visitando o abrigo quando descobriu o cãozinho e logo se apaixonou por ele. Nas palavras da Melissa:

Adotá-lo foi uma decisão muito importante em minha vida. Eu trabalho grande parte do dia, então seria um desafio cuidar bem dele, ainda mais devido às suas necessidades e limitações, mas ele é tão fofo, sem dúvidas foi uma das melhores decisões que tomei na vida.

Melissa já havia adotado 6 outros filhotes, a chegada de Piglet na casa só fez aumentar a alegria. Obviamente não é uma tarefa fácil cuidar de um cachorro com deficiência, ainda mais um filhote, mas Melissa estava disposta a lhe dar uma chance, logo o cão e a dona se tornaram uma dupla inseparável.

Conheça Piglet, o cãozinho que nasceu surdo e cego

Adaptação

Nos primeiros meses, Piglet sentia muita saudade da sua mãe e dos seus irmãos, ele chorava durante horas, depois de um tempo começou a se acostumar com o lar novo e logo estava brincando com os outros cãezinhos. O cãozinho sentia muito medo de brincar, mas Melissa sempre que estava por perto ficava incentivando.

Exemplo

Não demorou muito para que Piglet se tornasse um símbolo de superação, a história dele chegou às salas de aula de uma escola em Massachusetts, onde um professor usou o exemplo do filhote cor-de-rosa como modelo para uma mentalidade de crescimento positiva, que encoraja os alunos, além de promover a ideia de que a adversidade do cotidiano pode gerar crescimento pessoal.

Conheça Piglet, o cãozinho que nasceu surdo e cego

O Piglet inspirou tanto as crianças que elas decidiram usar o cãozinho como modelo de mentalidade de crescimento e enfrentam-se todos os dias em um ‘Estado de espírito de leitão’ para crescer tanto na vida pessoal quanto na vida escolar. Os pais dos estudantes afirmam que quando surgem problemas em casa, as crianças se perguntam: “o que o Piglet faria?” .

Mídia

Piglet possui uma conta no instagram (@pinkpigletpuppy) onde são postados vídeos e fotos do seu dia a dia, foi criado também um site  (www.pinkpigletpuppy.org) onde podemos acompanhar um pouco mais da história do cãozinho, além de possuir aba de contatos e muito mais.

Conheça Piglet, o cãozinho que nasceu surdo e cego

Melissa consegue arrecadar dinheiro com anúncios e patrocínios nas redes sociais do Piglet e todo o valor que entra é redirecionado para abrigos de animais com algum tipo de deficiência. Futuramente a dona do cãozinho deseja criar uma organização sem fins lucrativos que faça a ponte entre cães com deficiência disponíveis para adoção e famílias dispostas a adotar.

Incrível essa história, não acha? Comenta aqui em baixo e não esquece de compartilhar esse post!

Leia Também: