Curiosidades, Tecnologia

Por que a tinta de impressora é tão cara?

Por que a tinta de impressora é tão cara?

Se você tem uma impressora em sua casa, já deve ter percebido muito bem que o preço de um novo cartucho de impressão costuma ser bem elevado. De fato, em termos comparativos, a tinta de impressora é mais cara do que um champanhe refinado e do que o próprio sangue humano! Sendo assim, muitos donos de impressoras não demoram para perceber que acabam pagando muito caro por novos cartuchos de tinta, mais do que parece ser razoável.

Canecas para Presente

Mas por que será que os cartuchos de tinta para impressora são tão caros? Para responder a essa pergunta, listamos aqui alguns dos principais motivos que tornam esse líquido extremamente valioso, além de compartilharmos algumas dicas de especialistas que podem ajudar você a economizar.

A engenharia envolvida é muito complexa

Pouca gente se lembra, mas a tinta usada nas primeiras impressoras ocupava o extremo oposto do espectro da longevidade. Scott Williams, professor de química do Instituto de Tecnologia de Rochester, diz que as tintas para impressoras iniciais eram essencialmente uma mistura de corantes alimentares e água que desapareceria em apenas alguns meses.

Desse modo, empresas como Epson, HP e Canon tiveram que fazer várias pesquisas para tentar produzir um corante específico através de uma composição de pigmentos que pudesse obter a qualidade fotográfica que todos queriam, ao mesmo tempe em que pudesse fazer com que as impressões durassem.

Consequentemente, as impressoras jatos de tinta de hoje são bem mais complexas e desempenham um trabalho relativamente difícil, que inclui disparar milhares de gotas de tinta por segundo e criar todas as cores possíveis com apenas quatro tonalidades de tintas diferentes. Além disso, o processo precisa ser de secagem rápida e resistente à água, sem falar que também se faz necessário impedir que os pequenos jatos fiquem entupidos.

Ou seja, as empresas fabricantes de tintas para impressoras precisam gastar muito tempo e esforço em pesquisas para obter a mistura certa de pigmentos e corantes para fabricar uma pequena gota estável que faça um bom serviço de impressão de alta resolução. Consequentemente, toda essa pesquisa e desenvolvimento custa muito dinheiro, sendo que esse alto preço acaba sendo repassado para o consumidor.

Impressoras baratas, tinta cara

As impressoras jato de tinta são relativamente baratas, mas o que pouca gente sabe é que isso ocorre porque elas são vendidas a preço de custo ou até mesmo com prejuízo. Ou seja, ou a empresa fabricante não lucra um centavo com a venda de suas impressoras ou perde dinheiro com a comercialização. Por causa desse modelo de negócios, ela tende a ganhar a maior parte do dinheiro com a venda dos cartuchos para as suas impressoras.

Vale destacar que, mesmo que a empresa ganhe um pouco de dinheiro com cada impressora vendida, ela sempre gera uma margem de lucro maior através das tintas. Em vez de vender uma impressora que pode ser bastante cara, as fabricantes preferem vender uma impressora barata e ganhar dinheiro continuamente fornecendo tintas com preços altos. Como o cliente sempre vai continuar comprando peças de reposição (tinta, neste caso), esse modelo de negócios torna-se muito lucrativo para as fabricantes, pois elas sempre terão dinheiro entrando em caixa.

De fato, muitas fabricantes de impressoras fazem o possível para dificultar a reutilização dos cartuchos de tinta não oficiais, chegando até a inserir microchips nos cartuchos de tinta oficiais. Desse modo, se você usar um cartucho não oficial ou tentar recarregar um cartucho oficial, a impressora poderá se recusar a usá-lo.

A palavra das fabricantes de impressoras

As empresas fabricantes de impressoras já apresentaram seus próprios argumentos no passado, tentando justificar o alto custo dos cartuchos de tinta e a inclusão de microchips oficiais que bloqueiam qualquer concorrência.

Em 2010, a HP argumentou que gastava um bilhão de dólares por ano em “pesquisa e desenvolvimento de tintas”. Eles ressaltaram que a tinta da impressora “deveria ser formulada para suportar um aquecimento a 300 graus e ser esguichada a 48 km/h, a uma taxa de 36.000 gotas por segundo e através de um bico com um terço do tamanho de um cabelo humano. A empresa também argumentou que as impressoras se tornaram mais eficientes e usam menos tinta para imprimir, enquanto os cartuchos de terceiros são menos confiáveis.

As empresas que usam microchips em seus cartuchos de tinta argumentam que o microchip tem a capacidade de apenas impor uma data de validade, impedindo que os consumidores usem cartuchos de tinta antigos. Ou seja, existem argumentos para todos os gostos, mas o fato é que eles não parecem justificar o alto custo da tinta para impressora ou a restrição de uso de cartuchos recarregados.

Economizando dinheiro com tintas para impressora

No fim das contas, o preço de algo é o que as pessoas estão dispostas a pagar e as empresas de impressão descobriram que muitos consumidores estão dispostos a pagar um valor considerável pelas substituições de cartuchos de tinta. Por isso, não compre sempre a impressora jato de tinta mais barata, mas considere suas necessidades ao comprar uma máquina do tipo e sempre faça alguma pesquisa. Assim, você certamente economizará mais dinheiro a longo prazo.

Com isso em mente, você também pode considerar estas dicas básicas para economizar um bom dinheiro com a impressão:

  • Em vez de comprar cartuchos novos, tente recarregar os antigos: cartuchos recarregados por terceiros geralmente são muito mais baratos. Obviamente, as fabricantes de impressoras nos alertam para isso, mas geralmente essa tática funciona muito bem.
  • Recarregue seus próprios cartuchos: você pode obter kits de bricolage para recarregar seus próprios cartuchos de tinta para impressoras. No entanto, tenha em mente de que o processo pode ser um tanto confuso. Além disso, sua impressora pode se recusar a aceitar um cartucho recarregado se o cartucho tiver um microchip.
  • Migre para uma impressora a laser: as impressoras a laser usam tôneres, não cartuchos de tinta. Desse modo, se você costuma imprimir muitos documentos em preto e branco, uma impressora a laser poderá ser muito mais viável.
  • Compre cartuchos XL: se você estiver comprando cartuchos de tinta oficiais para impressoras, saiba que os cartuchos de tinta mais baratos não contêm muita tinta, enquanto os cartuchos de tinta “XL”, que são maiores, contam com muito mais conteúdo por apenas um pouco mais de dinheiro. Geralmente, sai até mais barato comprar a granel.

E você, já gastou uma fortuna com cartuchos de tinta para impressoras? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: