Conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Curiosidades

Como as melancias sem sementes são cultivadas?

As melancias são geralmente conhecidas por duas coisas: o doce suco de sua polpa com textura de gelo picado e a enorme quantidade de sementes no seu interior. No entanto, desde os anos 90, algumas pessoas resolveram voltar os seus esforços para a tentativa de diminuir a quantidade de sementes nas melancias. De fato, atualmente já é possível encontrar algumas melancias que não contam com uma semente sequer!

Embora muitas pessoas realmente não gostam de ser perpetuamente interrompidas por pequenas sementes duras enquanto saboreiam um pedaço de melancia, o que mais chama a atenção é que as melancias sem sementes podem ser consideradas algo biologicamente contraditório, pois os frutos são apenas flores maduras cujo principal objetivo é proteger as sementes. Ou seja, é a semente dentro da fruta que garante a sobrevivência das espécies vegetais.

Partindo desse princípio, uma fruta sem semente significa que a planta que a produz é estéril. Consequentemente, no centro de nossa investigação uma pergunta se destaca: afinal, como é possível cultivar uma planta quando seus frutos não contêm sementes? Cultivar uma planta que produz frutos sem sementes e, de alguma forma, garantir que ela continue a procriar, poderia ser um problema, não é mesmo? Então, como os agricultores resolveram isso na prática?

Uma questão de cruzamento

Para a natureza, a esterilidade é uma grande atrocidade e um verdadeiro crime hediondo. De fato, a natureza incentiva a sobrevivência de suas espécies a todo custo. Por conta disso, esse “crime” só pode ser cometido mexendo com a estrutura celular da planta, seja naturalmente ou artificialmente através de cruzamentos deliberados, por exemplo.

Uma melancia embebida em sementes possui 22 cromossomos, que por sua vez são entidades semelhantes a fios que carregam os genes. Tal espécie é chamada diploide, pois os cromossomos se organizam em pares de cromossomos homólogos, e assim, para cada característica existem pelo menos dois genes. No entanto, os cromossomos podem ser duplicados se a planta for tratada com uma substância chamada colchicina. Desse modo, a nova espécie, um tetraploide, agora passa a ter 44 cromossomos.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Agora, quando um tetraploide é polinizado por um diploide, ou quando a célula reprodutiva masculina do diploide se funde com a célula reprodutiva feminina do tetraploide, uma semente possuindo um total de 33 cromossomos é formada. Consequentemente, esta semente se desenvolverá e se transformará em uma planta de melancia que produzirá melancias sem sementes.

A explicação por trás das sementes brancas “intrusas”

É importante saber que, quando falamos “sem sementes”, queremos dizer que a melancia não está repleta das sementes que normalmente vemos nesse tipo de fruta (marrons, duras e minúsculas), mas elas ainda podem contar com sementes brancas, translúcidas e mais macias, o que não é um grande problemas, pois estas costumam ser menos “odiadas”. Na prática, elas são sementes imaturas cujos revestimentos não foram completamente desenvolvidos.

Em uma vegetação de plantas de melancia sem sementes, cerca de dois terços são triploides, enquanto o restante é diploide. Sob essas circunstâncias, uma planta de melancia ainda consegue brotar flores masculinas e femininas, mas a sua esterilidade torna a sua flor masculina tecnicamente impotente. Assim, para garantir a continuação de suas espécies sem sementes, a flor feminina deve ser polinizada.

Os polens são geralmente fornecidos pelos diploides plantados ao seu redor. Isso é conseguido principalmente por agentes externos, como uma abelha, que age carregando o pólen dos diploides vizinhos e os joga nas fêmeas do triploide. Assim, a flor amadurece e transmuta em um fruto delicioso, mas sem apresentar as famosas sementes duras e escuras.

Vale destacar que nem todos os frutos sem sementes são necessariamente cultivados por meio do cruzamento. Por exemplo, as videiras que produzem uvas sem sementes são geralmente cultivadas por meios de clonagem.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Os custos envolvidos no cultivo de melancias sem sementes

Obviamente, toda essa conveniência de comer uma melancia sem sementes exige um certo custo. Embora seja possível cultivar melancia sem sementes, é preciso dedicação e esforço para a obtenção de resultados favoráveis.

Primeiramente, sua beleza pode ser totalmente ofuscada por manchas. Isso pode acontecer porque as melancias sem sementes são geralmente cultivadas durante a estação quente. Além disso, para obter uma germinação propícia, eles devem crescer em temperaturas diurnas de 26 a 35ᵒC e temperaturas noturnas de 15 a 21ᵒC.

De fato, os agricultores sabem muito bem que o crescimento não será ideal se essas temperaturas não forem mantidas. Para garantir isso, elas são geralmente cultivadas em estufas com instalações que custam muito alto. Em grande escala, elas podem ser colocadas em salas escuras aquecidas com 95% de umidade relativa e mantidas até que as mudas emerjam.

Outra desvantagem é a falta de variedades da planta. Como não há espaço para qualquer variação alternativa, gerações sucessivas não conseguem evoluir para resistir a certos problemas, como uma infecção que pode impedir o seu crescimento de alguma forma. Desse modo, uma infecção que impede o desenvolvimento de uma única melancia sem sementes pode causar problemas para todas as outras com a mesma facilidade.

Uma palavra final

A produção comercial de melancias sem sementes começou em meados dos anos 90. Desde então, essa prática se desenvolveu constantemente para se tornar uma parte importante do mercado atual de melancias. Para se ter uma ideia, as primeiras variedades sem sementes não tinham os mesmos níveis de açúcar e sabor dos tipos com sementes, mas o trabalho em conjunto entre pesquisadores e agricultores melhorou consideravelmente essas características, de modo que as novas variedades não têm mais esses problemas.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Apesar de ainda ter certas limitações, as melancias sem sementes são cultivadas amplamente em várias partes do mundo. Muitos fornecedores ganham verdadeiras fortunas com o comércio desse tipo de fruta, pois o mercado consumidor é enorme.

Ainda assim, espera-se que novas técnicas de cultivo ainda mais aprimoradas possam conferir um sabor ainda mais agradável a essas frutas, o que na prática poderia significar uma conveniência ainda maior para o consumidor.

E você, já provou um pedaço de melancia sem sementes por aí? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Mais

Curiosidades

Se você está por dentro das noticias, com certeza deve ter visto que a banda One Direction completou 10 anos recentemente, levando milhares de...

Curiosidades

Chaves é sem dúvidas alguma um dos melhores seriados já exibidos na televisão. Criada por Roberto Bolãnos, a turma do Chaves foi exibida aqui...

Especial

Uma das grandes discussões presentes hoje no Brasil inclui a legalização de produtos CBD com fins medicinais. Felizmente, para quem aguardava ansiosamente, hoje temos...