Curiosidades

5 fatos curiosos que parecem falsos, mas que são totalmente verdadeiros

5 fatos curiosos que parecem falsos, mas que são totalmente verdadeiros

Nesta era da informação, somos constantemente bombardeados com afirmações surpreendentes que tentam nos convencer de coisas que podem ou não ser verdadeiras. Mas apesar da existência de muitas reivindicações fantasiosas que circularem na Internet, é possível encontrar alguns fatos curiosos que, embora pareçam ser completamente irrealistas, no fim das contas são realmente verdadeiros.

A seguir, você vai ficar por dentro de seis fatos curiosos que, embora pareçam ser exagerados demais, são totalmente verdadeiros. Você vai ver que algumas coisas podem ser muito mais surpreendentes do que parecem. Confira!

6. Um quarto de todas as espécies animais são besouros

Embora existam mais de 36.000 espécies de vertebrados, incluindo as 9.040 espécies de aves e as 4.000 espécies de mamíferos, os cientistas acreditam que existem entre 1,5 a 10 milhões de espécies de invertebrados, com algumas estimativas chegando a 30 milhões!

De todas as espécies de animais, 75% são insetos. Com 400.000 a 500.000 espécies, os besouros representam 40% de todas as espécies conhecidas de insetos e 25% de todas as espécies animais catalogadas. Talvez isso sirva de explicação para o fato de que é muito fácil encontrar esses insetos andando por todos os lugares.

5. Entre 2011 e 2013, a China usou mais cimento em três anos do que os EUA em todo o século XX

Essa estatística é tão inacreditável que parece falsa, afinal de contas, o século XX foi o período em que os EUA construíram todas as suas grandes estradas, pontes, represas, arranha-céus e redes de transporte. No entanto, tal afirmação é totalmente verdadeira!

De acordo com o US Geological Survey, entre 1901 e 2000, os EUA utilizaram 4,5 gigatoneladas de cimento. Em uma análise ainda mais surpreendente, a International Cement Review descobriu que a China utilizou 6,4 gigatoneladas de cimento entre 2011 e 2013, ou seja, em apenas três anos. Para se ter uma ideia, tanto cimento poderia construir um estacionamento tão grande quanto o estado americano do Havaí!

Uma razão para essa imensa utilização de cimento pode ser atribuída à taxa de crescimento da China. A taxa de crescimento chinesa tem sido muito maior que a taxa de crescimento dos EUA registrada no século XX. Além disso, cerca de 20 milhões de residentes chineses se mudam para as cidades todos os anos, o que promove o desenvolvimento da construção civil.

4. Os pombos, tanto machos quanto fêmeas, produzem leite para alimentar seus filhotes

O leite produzido pelos pombos é conhecido como “leite de papo” e, diferentemente do leite tradicional dos mamíferos, é uma substância semi-sólida e de cor amarela pálida. Curiosamente, o tal leite de papo é extremamente rico em proteínas e gorduras, mais do que as quantidades observadas no leite de vaca ou no leite humano. No entanto, assim como o leite dos mamíferos, o leite de papo contém antioxidantes e vitaminas que melhoram o sistema imunológico.

Durante a primeira semana, os adultos param de se alimentar para manter o leite livre de sementes que os pombinhos não seriam capazes de digerir. Na segunda semana, os pais introduzem uma pequena porção de sementes amaciadas através do leite de papo e, na terceira semana, outros alimentos totalmente amaciados são finalmente introduzidos aos filhotes. Também vale destacar que flamingos e pinguins também produzem uma substância semelhante ao leite de papo para alimentar seus filhotes.

3. Os seres humanos costumavam caçar animais simplesmente perseguindo-os até ficarem exaustos

Embora a maioria dos animais possa correr mais rápido do que os humanos a curtas distâncias, a utilização de uma corrida de longa distância como estratégia de caça é algo visto apenas entre humanos e alguns animais, como lobos cinzentos, cães selvagens africanos e hienas-malhadas.

Correr gasta muita energia e também aumenta a temperatura do corpo. Mas, para que o corpo funcione normalmente, ele precisa perder o calor, o que os animais fazem ofegando, enquanto que os seres humanos fazem isso suando. A transpiração atua como um meio bem mais eficaz de termorregulação e dá aos humanos uma vantagem incrível sobre os animais enquanto correm, com exceção dos cavalos.

2. Em 1987, a American Airlines economizou US $ 40 mil removendo uma azeitona de cada salada servida aos passageiros da primeira classe

Livrar-se de algo inútil ou redundante é uma das muitas maneiras pelas quais as empresas cortam seus custos e melhoram a sua eficiência. Um bom exemplo disso aconteceu com a companhia aérea American Airlines, que descobriu que, embora muitos dos seus passageiros da primeira classe comessem saladas, a maioria ignorava as azeitonas. Robert Crandall, que era o chefe das companhias aéreas na época, decidiu deixar de servir as azeitonas, economizando dezenas de milhares de dólares.

Com uma estratégia semelhante, a Southwest Airlines decidiu em 1994 não imprimir seu logotipo em suas sacolas de lixo, economizando US $ 300 mil anualmente. Já a United Airlines decidiu remover as toalhas recicláveis para voos de curta distância e também suco de toranja, que era menos popular que o suco de laranja, resultando em uma economia total de 200 mil dólares.

1. Afogamento é uma das principais causas de mortes acidentais no deserto do Saara e em outros desertos no mundo

Embora os desertos frequentemente invoquem imagens de calor extremo e falta de água na nossa mente, eles não são tão estranhos às chuvas quanto parecem. Embora esse lugares sejam realmente secos ao longo do ano, as chuvas nos desertos são repentinas e pesadas, geralmente resultando em inundações inesperadas.

Para se ter uma ideia, uma tempestade no Saara chegou a produzir um recorde de 44 milímetros de chuva em apenas três horas, sendo que outras grandes tempestades na região já foram capazes de produzir até um milímetro de chuva por minuto! Como os desertos não contam com um tipo de drenagem de água presente em locais com chuvas regulares, sem falar que as chuvas caem muito rapidamente para o solo seco e argiloso absorver, a quantidade excessiva de água pode inundar partes do deserto rapidamente.

Por outro lado, alguns desertos arenosos representam tipos diferente de ameaça: areia movediça e tempestades de areia. Quando a areia fica saturada com a água, ela se transforma uma substância semi-líquida que pode se tornar muito grudenta. Além disso, se não são as chuvas, é a própria areia que pode matar pessoas, pois as tempestades de areia podem ser devastadoras ao atingir uma velocidade de até 100 quilômetros por hora.

Fatos curiosos bem surpreendentes, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: