Curiosidades

Por que o queijo cottage tem esse nome?

Por que o queijo cottage tem esse nome?

Se você se considera um verdadeiro aficionado por queijos de vários tipos, já pode ter ouvido falar que o queijo cottage é um dos mais populares em certas partes do mundo, muito por conta do seu sabor suave e de sua textura cremosa e grumosa. Basicamente, isso acontece porque o cottage é basicamente uma coalhada de queijo e, portanto, um pouco do soro do leite permanece e retém a umidade durante a sua produção.

Por ser feito de diferentes tipos de leite, o queijo cottage pode apresentar diferentes níveis de gordura, porém, o que mais chama a atenção de muitos é o seu nome pra lá de curioso. Então, afinal de contas, por que o queijo cottage tem esse nome “diferentão”?

Ao longo desse artigo, nós vamos explorar um pouca da história do queijo cottage, ao mesmo tempo em que tentamos desvendar a origem do seu nome.

Quem inventou o queijo?

Os antigos mesopotâmios já produziam um tipo de queijo salgado e azedo (que por sua vez era muito semelhante ao queijo cottage) que remonta a pelo menos 3000 aC. Uma lenda comum diz que ele foi inventado quando um viajante do deserto encheu bolsas com leite antes de começar sua jornada. À medida que o viajante e seu camelo atravessavam o ambiente quente e a marcha do animal sacudia as sacolas, o leite acabou se transformando em uma espécie de coalhada de queijo surpreendentemente deliciosa.

Independente do que pode ter realmente acontecido, parece um tanto plausível que a prática de armazenar líquidos em coisas como bolsas feitas de estômagos de animais possa verdadeiramente ter levado à invenção acidental do queijo por causa do coalho potencialmente encontrado dentro dele. Na prática, o coalho é um coquetel de enzimas que, entre outras coisas, coagula a caseína no leite, que também pode ser encontrada naturalmente no estômago de mamíferos ruminantes.

Seja como for, o que sabemos com certeza é que, quando o Império Romano começou a conquistar nações, o queijo já estava no cardápio e sua fabricação já envolvia empresas firmemente estabelecidas. Da mesma forma, os egípcios retrataram a fabricação de queijos nas paredes de algumas tumbas que datam de 2000 aC. Também há evidências arqueológicas da fabricação de queijos na Polônia três mil anos antes disso.

Seja lá quem o inventou, o fato é que queijo se popularizou como uma maneira de preservar a nutrição do leite por mais de um dia, sendo que vários tipos de queijo passaram a ser produzidos ao longo da história.

Como surgiu o queijo cottage?

Com o passar do tempo, alguns cozinheiros perceberam que adicionar um pouco de vinagre ao leite aceleraria o processo de formação do coalho, o que consequentemente daria origem à versão artesanal do queijo cottage como conhecemos. O queijo cottage feito na América Colonial era produzido através de uma receita proveniente da da Europa Central, onde era chamado de “queijo holandês” ou “schmierkase”.

Baseando-se no uso de bactérias produtoras de ácido láctico mesofílico que ocorriam naturalmente, os cozinheiros europeus e americanos simplesmente colocavam o leite (especialmente um leite mais velho) perto de uma fogueira ou de outro local quente. Nessa temperatura, as bactérias prosperavam em seu banho de leite e depois de um ou dois dias transformavam o leite líquido em uma coalhada, produzindo a forma mais básica do queijo cottage.

Alguns cozinheiros tratavam ainda mais a coalhada, cozinhando-a até secá-la e lavando-a posteriormente com água fria, produzindo o que às vezes é chamado de “queijo de panela”. Outros até costumavam adicionar um pouco de creme para incrementar um pouco mais o sabor do produto final. Coar e pressionar a coalhada também era uma técnica bastante comum usada na produção dos primeiros tipos de queijo cottage, especialmente aqueles produzidos em zonais rurais.

Por que o queijo cottage recebeu esse nome?

Quanto à origem do nome “queijo cottage”, podemos dizer que, assim como quem inventou essa variedade de queijo, não podemos afirmar com certeza que o nomeou dessa forma, mas podemos pelo menos apontar para o primeiro exemplo documentado que chamou esse queijo de “cottage”. Tal citação apareceu no livro Godey’s Lady’s Book, Volume 3, lançado em julho de 1831. Dado que o autor da obra parecia pensar que o público não estaria necessariamente familiarizado com o nome “cottage”, podemos deduzir que esse era um nome relativamente novo ou regional.

Seja qual for o caso, geralmente se pensa que o termo “cottage” está simplesmente se referindo ao fato de que este tipo de queijo era produzido em casas de campo (cuja tradução em inglês é “cottage”), onde o leite era mais prontamente disponível. O queijo cottage também é relativamente fácil (e rápido) de fazer em comparação com muitos outros queijos devido à sua natureza não amadurecida e à quantidade pequena de processamento necessário para obtê-lo à sua forma final.

Por causa disso, também se especula que o termo “cottage” pode ter implicado ideias errôneas como “má qualidade” ou “queijo para os pobres”, devido ao fato de que muitas pessoas que tinham fácil acesso ao leite (especialmente pequenos fazendeiros) costumam fazê-lo. O queijo cottage também era frequentemente feito com os restos de líquidos provenientes da fabricação da manteiga, bem como o leite relativamente velho que se tornava muito ácido para produzir outros queijos.

No entanto, é importante destacar que a ligação entre “pobres” e as “casas de campo” só ocorreria anos mais tarde, o que nos leva a crer que esse tipo de queijo realmente deve ter recebido o nome “cottage” pois era produzido em casas de campo ou cabanas localizadas em áreas mais rurais, onde grandes quantidades de leite eram mais prontamente disponíveis.

Ainda assim, vale destacar que, no momento em que o termo “queijo cottage” passou a ser utilizado em larga escala, a palavra “casa de campo” com a definição de “uma pequena residência rural” já existia há cerca de meio século e aqueles que possuíam propriedades tão pequenas não eram necessariamente considerados pobres, mas pequenos agricultores. Em outras palavras, isso quer dizer que o queijo era produzido em áreas rurais, mas não por pessoas necessariamente “pobres”.

E você, já experimentou um pedaço do tal queijo cottage? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: