Conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Curiosidades

6 truques da psicologia que você pode usar para influenciar pessoas

De certo modo, os seres humanos são como marionetes. Anexadas atrás de cada um de nós existem cordas que, quando puxadas na direção certa, podem guiar uma boa parte do nosso comportamento. Duvida? Pois bem, ao long deste artigo, nós vamos explorar alguns truques realmente poderosos da psicologia que podem fazer você influenciar alguém ou, pelo menos, lhe ajudar a se proteger de pessoas que têm más intenções.

Antes de começarmos, é importante observar que nenhum desses métodos se enquadra em algum tipo de “arte sombria de influenciar pessoas”. Qualquer coisa que possa ser prejudicial a alguém de alguma forma, especialmente à sua autoestima, não está incluída aqui. Na prática, estas são apenas algumas maneiras de conquistar amigos e influenciar pessoas usando a psicologia sem ser um idiota ou fazer alguém se sentir mal.

Sem mais delongas, vamos aos truques!

6. Peça muito mais do que você deseja primeiro e diminua a solicitação mais tarde

Esse truque é muito simples, porém bastante eficaz. Você começa lançando uma solicitação realmente ridícula a alguém, um pedido que a pessoa provavelmente rejeitará. No entanto, você não se dá por vencido e logo volta em seguida para pedir algo muito menos ridículo, o que na verdade deve ser o que você realmente queria em primeiro lugar.

Esse truque também pode parecer contra-intuitivo, mas a ideia por trás disso é que a pessoa se sentirá mal por ter recusado a sua primeira solicitação (mesmo que ela não tenha sido razoável) e consequentemente se sentirá obrigada a ajudar na segunda vez. Os cientistas testaram esse princípio e descobriram que ele funcionava extremamente bem, desde que a mesma pessoa pedisse um favor maior e menor, respectivamente, porque a pessoa requisitada sempre se sentirá obrigada a ajudar na segunda vez.

Propaganda. Role para continuar lendo.

5. Use o nome da pessoa ou seu título, dependendo da situação

Dale Carnegie, autor do best-seller “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, acreditava que o uso do nome de alguém era incrivelmente importante. Carnegie disse que o nome de uma pessoa é o som mais doce em qualquer idioma para esse indivíduo em particular. Em outras palavras, o nome é a parte principal de nossa identidade e, portanto, ouvi-la valida a nossa existência, o que nos torna muito mais inclinados a sentir-nos bem com relação à pessoa que o pronunciou.

No entanto, o uso de um título ou alguma forma de se dirigir a alguém também pode ter efeitos interessantes, de acordo com o próprio Carnegie. Para usar isso para influenciar os outros, você pode se referir a eles da mesma forma que você gostaria de ser chamado. Um bom exemplo é chamar um conhecido que você deseja estar mais próximo de “amigo” ou “companheiro”, ou referir-se a alguém para quem deseja trabalhar como “chefe”.

4. Não corrija as pessoas quando elas estão erradas

Carnegie também mencionou em seu famoso livro que dizer a alguém que ele está errado geralmente não é necessário pode fazer justamente o oposto de agradá-lo. Na verdade, existe uma maneira de mostrar desacordo sem ter que dizer a alguém que ele está errado.

A ideia por trás disso é bastante simples: em vez de discutir, ouça o que a pessoa tem a dizer e, em seguida, procure entender como ela se sente e as razões por trás desse sentimento. Depois, explique as características em comum que você compartilha com ela e use isso como um ponto de partida para explicar a sua posição. Na prática, isso torna qualquer indivíduo mais propenso a ouvir o que você tem a dizer.

3. Imite o comportamento

A imitação é algo que muitas pessoas fazem naturalmente. Pessoas com essa habilidade são consideradas verdadeiros camaleões, pois podem se misturar em qualquer ambiente com grande facilidade, copiando os comportamentos, maneirismos e até os padrões de fala de outras pessoas. No entanto, essa habilidade também pode ser usada conscientemente e é uma ótima maneira de influenciar pessoas.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Pesquisadores já estudaram a imitação e descobriram que aqueles que haviam sido imitados tinham muito mais chances de agir favoravelmente em relação à pessoa que os copiava. Ainda mais interessante foi a segunda descoberta de que aqueles que tinham alguém que imitava seu comportamento eram realmente mais agradáveis ​​para os outros em geral, mesmo para aqueles que não estavam envolvidos na situação.

Provavelmente, a razão pela qual isso funciona é que espelhar o comportamento de alguém faz com que a pessoa imitada se sinta mais admirada, aumentando o seu ego. Consequentemente, a pessoa sentirá uma maior autoestima e, portanto, ficará mais confiante, mais feliz e mais disposta a atender pedidos dos outros.

2. Peça favores a alguém que esteja cansado

Quando uma pessoa está cansada, ela se torna mais suscetível a concordar com tudo o que alguém pode dizer, seja uma declaração ou um pedido. A razão para isso é que, quando as pessoas estão cansadas, não é apenas o seu estado físico que está esgotado, mas os seus níveis de energia mental também.

Desse modo, quando você faz um pedido a alguém cansado, provavelmente não receberá uma resposta definitiva, mas provavelmente um “farei amanhã”, porque pessoas cansadas não gostam de lidar com as decisões no momento. No dia seguinte, é provável que a pessoa realmente faça aquilo que prometeu fazer, pois muita gente tende a manter a sua palavra. De fato, é natural do ponto de vista psicológico querer seguir com algo que você disse que faria.

1. Parafraseie as pessoas e repita o que elas dizem

Uma das maneiras mais positivas de influenciar os outros é mostrar para as pessoas que você realmente entende como elas se sentem, o que ajuda a mostrar que você tem uma verdadeira empatia por elas. Uma das maneiras mais eficazes de fazer isso é parafraseando e repetindo o que elas dizem, o que também é conhecido como “escuta reflexiva”. Estudos demonstraram que, quando os terapeutas usavam escuta reflexiva, as pessoas revelavam mais emoções e tinham um relacionamento terapêutico muito melhor com o seu terapeuta.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Na prática, isso também pode ser usado facilmente durante as conversas com seus amigos. Se você ouvir o que eles dizem e reformular como uma pergunta para confirmar que você entendeu, eles ficarão mais confortáveis em conversar com você. Eles também terão uma melhor amizade com você e serão mais propensos a ouvir o que você tem a dizer, pois você mostrou que se importa com eles.

E você, já colocou algum desses truques psicológicos em prática? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Mais

Curiosidades

Os choques elétricos são frequentemente retratados em desenhos e filmes de comédia. O ato é sempre o mesmo: o protagonista se apodera de um...

Curiosidades

Certamente você já deve ter se hospedado em um hotel em algum momento, ou pelo menos já ouviu falar de alguns. Bom, existem diversos...

Curiosidades

É bem provável que você já tenha assistido a vários documentários da vida selvagem. Em sua grande maioria, esses programas trazem uma combinação de...

Curiosidades

Muita gente concorda que os gatos são animais fofos e bastante adoráveis. No entanto, basta uma rápida pesquisa no Google para perceber que os...

Curiosidades

Vivemos em um mundo onde existem mais de 7 bilhões de pessoas, podemos imaginar que cada uma delas possuem características únicas e ainda assim...

Curiosidades

O mar sempre aparentou ser um ambiente hostil para a vida humana. Tragédias como a do Titanic exemplificam muito bem o quão facilmente vidas...

Curiosidades

Dos últimos anos para cá os serviços de streaming começaram a se popularizar bastante, afinal a praticidade e facilidade de assistir um filme ou...

Curiosidades

Você já deve saber que as equipes de Fórmula 1 são orientadas por orçamentos com valores extremamente altos. De certa forma isso não é...