Mistérios

A Maldição do Navio Great Eastern

A Maldição do Navio Great Eastern

O Navio Great Eastern foi construído por Brunel, e ele se sentia extremamente orgulhoso de sua criação. O navio tinha 221 metros de comprimento, era cinco vezes maior que qualquer outro navio da época, folhas de metal eram separadas por compartimento para que se por acaso houvesse uma colisão, apenas o local onde ela ocorreu inundaria ao invés de todo o navio.

maldicao-great-eastern-eutesalvo-tricurioso-3

Porém, infelizmente o azar surgiu sobre este grande navio, cinco homens faleceram durante a construção desta maravilha arquitetônica e um rebitador desapareceu. Boatos da época dizem que este homem foi selado dentro do casco duplo do navio por acidente e não havia como retira-lo de lá. Quando o transatlântico finalmente foi finalizado e posto em alto mar, em 1859, uma caldeira explodiu e matou cinco tripulantes. Logo nas primeiras viagens o Capitão começou a reclamar que era rudemente acordado durante a noite por um martelar constante que parecia vir das entranhas do navio. Logo os marinheiros começaram a alegar que o barulho era fruto do fantasma do rebitador preso na fuselagem.

maldicao-great-eastern-eutesalvo-tricurioso-2

Durante toda a malfadada carreira do Great Eastern o martelar foi constantemente relatado, outro curioso fato é que o navio era perseguido com frequência por tempestades e acidentes misteriosos sempre ocorriam durante suas viagens. Em 1862, durante uma viagem pelo largo de Nova York, o navio acabou atingindo um grande rochedo submerso, quando o grande roubo começou a ser consertado os operários alegavam ficar apavorados com as barulhentas batidas que vinham do casco do navio, porém os homens acabaram alegando que o som vinha do cordoame batendo contra o casco.

HOMEM DE FERRO QUASE LEVOU A MARVEL A FALÊNCIA

maldicao-great-eastern-eutesalvo-tricurioso

Em razão destes acontecimentos assustadores, o navio acabou ficando praticamente sem passageiros e acabou sendo incumbido da tarefa de colocar cabos transoceânicos, esta era uma tarefa inimaginável para um transatlântico de luxo. Então, em 1887, sua carreira terminou, em suas últimas viagens ele acabou afundando enquanto era rebocado para um estaleiro de demolições em Liverpool, Inglaterra. Segundo consta em alguns registros, o grande martelar foi mais uma vez ouvido durante o trajeto. E por fim, em 1889, o navio foi finalmente desmontado e quando os trabalhadores cortaram o casco, acabaram encontrando um esqueleto humano o lado de uma bolsa repleta de ferramentas enferrujadas. Finalmente o rebitador desaparecido foi encontrado e seu espirito foi libertado para descansar desvendando assim a grande maldição do navio Great Eastern

Desejo a você bons pesadelos…

Leia Também: