Curiosidades

Conheça a Taça da Copa do Mundo que foi roubada duas vezes!

Com a copa do mundo de 2018 chegando ao fim e sabendo que uma das seleções irá levar para casa a taça mais cobiçada do mundo, decidi trazer uma matéria especial para vocês. Para quem não sabe, a taça da copa do mundo nem sempre foi a mesma, Pelé por exemplo nunca ganhou essa taça que conhecemos hoje em dia, naquela época outro troféu era dado aos campeões do torneio, este era conhecido como Jules Rimet, que infelizmente foi roubada e é sobre isso que iremos falar hoje. Espero que gostem 😀

Criada em 1930 para a inauguração da primeira copa do mundo, a taça Jules Rimet era feita em ouro com uma base de pedras semipreciosas. Ela pesava cerca de 3,8 kg e media 35 cm. Em março de 1966 a taça foi roubada pela primeira vez, ela estava em exposição em Londres, apenas quatro meses antes da copa do mundo que seria sediada na Inglaterra, naquela época a taça estava sob tutela da Seleção Brasileira, já que eles haviam sido campeões do torneio no ano de 1962.

Mesmo com vários seguranças o troféu desapareceu, gerando muita ansiedade e frustração no povo. A taça naquela época foi avaliada em 30 mil euros, cerca de 134 mil reis em valores atuais. O desaparecimento levou a uma caçada por toda a Inglaterra envolvendo até investigadores da Scotland Yard. Um pedido de resgate foi feito por uma pessoa que se identificou como “Jackson” e caso não pagassem a quantia de £15 mil, ele derreteria a taça da copa.

Um policial a paisana foi até Jackson com uma maleta recheada de jornais, porém foi um cachorro chamado Pickles que acabou encontrando a taça embrulhada em papéis de jornal e escondida em um jardim num bairro no subúrbio de Londres. Na época, Pickles acabou se tornando um herói, além do mais, a taça era dada como perdida.

Naquela época, quem conquistasse três vezes o título da Copa do Mundo ficaria com a taça para sempre. A seleção brasileira conquistou seu tricampeonato em 1970, ou seja, tínhamos a taça sob nossa tutela para todo o sempre… Era o que imaginávamos. Vale lembrar que depois de 1970, ano do tricampeonato, outra taça do mundo foi criada, que inclusive é a que conhecemos hoje em dia.

Porém, se engana quem acha que esse era o fim da história… Em 1983, a taça mais desejada do mundo desapareceria novamente, dessa vez para sempre. Na ocasião, a taça estava em exposição na sala de troféus na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no Rio de Janeiro, protegida por uma caixa feita de vidro à prova de balas e pendurada na parede por uma moldura de madeira que foi arrombada pelos ladrões.

Só que tem um detalhe bem curioso, havia uma réplica desta taça guardada em um cofre, enquanto a original estava exposta para todos verem. Parece brincadeira, né? O assalto teria sido planejado pelo representante do Atlético-MG na CBF, Sérgio Peralta que conhecia o prédio como a palma da sua mão. Sérgio agiu junto com mais dois comparsas, conhecidos como Chico Barbudo e Luiz Bigode.

(Réplica da Jules Rimet)

Chico e Luiz renderam os vigias e levaram deste modo a taça. Segundo especulações, a taça Jules Rimet teria sido DERRETIDA por um comerciante de ouro argentino. Além da taça, outros 3 troféus foram roubados e atualmente uma réplica da Jules, criada após o roubo, esta mantida pela CBF no Rio.

O que achou? Comente logo abaixo 😀

Você também pode gostar de