Curiosidades

Como funciona uma Guitarra?

Quem me conhece sabe que o meu sonho de criança era aprender a tocar violão, porém esse sonho nunca se realizou e nem vai pelo jeito (risos). Bom, esses dias eu acabei indo em uma festa onde algumas pessoas estavam tocando guitarra, um instrumento musical bem parecido com o violão. Vendo aquela cena, acabei me perguntando como ele funcionava e tendo isso em vista, decidi trazer para vocês um post dedicado a isso. Espero que gostem!

Quando o guitarrista toca as cordas ele acaba gerando um sinal elétrico que viaja pelos cabos e é amplificado, por – obviamente – um amplificador para criar o som que tanto gostamos. A mão da guitarra é onde ficam as tarraxas, que tem a função de segurar as cordas e por meio delas, o guitarrista pode regular a tensão de cada uma delas. Já no braço do instrumento (Sim, isso tá parecendo uma aula de biologia, mas vamos seguir) ficam os trastes, que inclusive formam as casas, que caso você não saiba, cada uma delas forma uma nota musical. Esta parte foi pensada especialmente para conseguir suportar a curvatura causada pela pressão das cordas esticadas. É legal citar aqui que algumas guitarras possuem uma barra metálica atrás do braco para que assim o instrumento não empene.

As cordas são produzidas com liga metálica e geralmente cada guitarra possui 6 delas, porém o guitarrista pode adicionar mais algumas para aumentar o número de notas. É possível mudar o som da corda alterando sua tensão (com a alavanca que iremos falar daqui a pouco) ou seu comprimento fazendo um acorde. Vale lembrar que para produzir aquele som top que te faz se achar O MÚSICO, basta pressionar as cordas contra o braço.

Agora vamos falar do amplificador, a caixinha maravilhosa que reproduz o som dessa belezinha. Ao tocar o instrumento ele recebe um sinal elétrico e o libera em um alto-falante para que assim as pessoas possa escuta-lo. O cabeçote permite ajustar o volume, os agudos e até mesmo os graves. Lembrando que o cabeçote pode ou não estar integrado ao alto-falante.

Uma coisa que eu sempre me perguntei é o porque da guitarra não possui aquele buraco no meio como o violão. Bom, a guitarra não depende de um corpo oco para produzir o som, porém, algumas possuem sim o oco para que o guitarrista possa aproveitar a ressonância das cordas no ar que ocupa a cavidade. Já a famosa alavanca, que inclusive citei acima, é um acessório capaz de alterar a tensão aplicada sobre as cordas, mudando deste modo o timbre do som. Porém, é importante ressaltar que para usa-la de forma mais eficiente a ponte, que é onde as cordas ficam presas ao corpo, deve ser móvel, também conhecida como flutuante.

Bom, acho que já expliquei tudo sobre o funcionamento de uma guitarra, agora é só curtir. O que achou do post? Comente logo abaixo 😀

Você também pode gostar de