Conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Curiosidades

Por que a Estátua da Liberdade é verde?

Durante a Guerra de Independência dos Estados Unidos, a França se tornou uma grande aliada dos americanos que lutavam pela sua liberdade dos colonos britânicos. Para celebrar sua amizade com os EUA, a França deu um presente bastante especial aos americanos: uma bela estátua do escultor Frederic-Auguste Bartholdi, que ficou conhecida como Estátua da Liberdade. Entre todas as suas características bem peculiares, uma se destaca facilmente: a cor esverdeada. Mas por que esse monumento adquiriu essa cor?

Construída na própria França, a estátua representa Libertas, a deusa romana da liberdade. Ela segura uma tocha em uma mão e um tabula com a data da Declaração da Independência na outra. Sua composição foi toda produzida a partir de centenas de folhas finas de cobre que foram montadas em uma estrutura de suportes de aço. A parte interna da estrutura foi idealizada e desenvolvida por Gustave Eiffel que mais tarde usaria o mesmo design na Torre Eiffel, em Paris. Esse design permitia a construção de escadas no interior da estátua, de modo que visitantes poderiam subir e visitar um local para observação dentro da coroa. A camada externa da estátua foi feita com folhas de cobre de uma espessura equivalente a duas moedas juntos. Apesar das folhas ser muito finas, o cobre é um metal muito forte, por isso a escolha desse material não causaria problemas.

Quando a estátua foi originalmente montada, ela possuía uma cor marrom opaca, refletindo a cor natural de suas placas de cobre. No entanto, à medida que os anos foram se passando elas lentamente passaram a adotar a cor verde que você consegue ver hoje. Foi mágica? Não, foi ciência! Um processo natural de intemperismo chamado “oxidação” ocorreu quando o ar e a água reagiram com as placas de cobre. Com o passar do tempo, o intemperismo do cobre criou uma fina camada de carbonato de cobre chamada pátina.

Embora algumas pessoas ficassem preocupadas com o fato de que a mudança de cor da estrutura da estátua pudesse significar que ela estivesse em apuros, a pátina na verdade protege o cobre embaixo de uma nova camada de corrosão. Ou seja, no final das contas a nova cor acabou servindo como uma “segunda pele” para a estátua, fortalecendo-a ainda mais.

Gostou? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Propaganda. Role para continuar lendo.

Leia Mais

Curiosidades

As criaturas mitológicas costumam prender a nossa atenção, principalmente por conta das características delas. Mas o que nem todos sabem é que parte dessas...

Curiosidades

As mitologias estão espalhadas por  toda parte, em todas as culturas e cada uma tem sua identidade. Atualmente, existem pessoas que acreditam em alguma...

Curiosidades

A cultura popular (especialmente nos filmes de ação) costuma trazer à tona algumas ideias bem loucas. Esquivar-se das balas parece ser a sua favorita....

Curiosidades

Quando falamos de locais, eles podem ser definidos com os mais variados termos, dependendo da sua situação. Conhecemos por exemplo diversos países, estados e...

Curiosidades

Existem diversos animais domésticos espalhados pelo mundo e a maior parte deles, como bem sabemos são cães e gatos. Mas também sabemos que cuidar...

Curiosidades

Já estamos bastante acostumados a ver zumbis em séries de TV, filmes, HQ’s e até mesmo em livros. Nos últimos tempos eles ficaram tão...

Curiosidades

Existem mais de 7.000 idiomas espalhados pelo mundo, são tantos que é completamente impossível saber de todos. Aqui no Brasil geralmente aprendemos nas escolas,...

Curiosidades

Atualmente temos no mundo cerca de 7.097 idiomas sendo falados, segundo o compêndio Ethnologue que é considerado o maior inventário de línguas do planeta....