Curiosidades

20 curiosidades incríveis sobre o Monte Everest

20 curiosidades incríveis sobre o Monte Everest

O Monte Everest é a montanha mais alta do mundo, com um pico que se encontra a 8.844 metros acima do nível do mar. Situado na fronteira entre o Nepal e o Tibete, o Everest é conhecido por sua beleza incomparável e pela sua escalada extremamente difícil, onde vários fatores como a inclinação acentuada e fatores climáticos acabam ceifando a vida de muitos que tentam alcançar a glória de chegar ao seu topo. Aqui, compilamos alguns dos fatos mais interessantes e surpreendes que você provavelmente desconhece sobre o monte. Confira!

1. A altura exata do Everest pode sofrer algumas pequenas variações a depender da fonte. Por exemplo, os chineses afirmam que o monte possui 8.844 metros, enquanto o governo do Nepal diz que o pico está a 8.848 metros. A principal causa dessa diferença de valores é a quantidade de neve presente no topo da montanha, a qual os chineses argumentam que deve ser excluída da medição.

2. Edmund Hillary e Tenzing Norgay foram as primeiras pessoas a alcançar o cume do Everest. O fato histórico aconteceu em 29 de maio de 1953.

3. George Mallory e Andrew Irvine tentaram ser os primeiros a chegar ao topo do Everest em 1924, mas desapareceram na tentativa. O corpo de Mallory chegou a ser encontrado em 1999, mas o de Irvine permanece sem pistas até hoje.

4. Mais de 200 pessoas já perderam suas vidas na tentativa de escalar o Monte Everest. Inclusive, muitos desses corpos ainda permanecem na montanha.

5. A maioria dos cadáveres permanece na montanha pelo fato de que a operação de retirada de corpos pode custar até 70 mil dólares.

6. Às vezes, corpos são encontrados semi-despidos. Isso acontece por que o cérebro costuma interpretar a hipotermia como um calor ardente, fazendo com que a pessoa retire suas peças de roupa numa tentativa desesperada de se manter viva.

7. Um dos corpos mais facilmente reconhecíveis na montanha era o de Hannelore Schmatz, que morreu em 1979 com os olhos ainda abertos e os cabelos balançando ao vento. Durante muitos anos, os restos de Hannelore podiam ser vistos por qualquer um que tentasse escalar o Everest pela rota sul, mas eles foram posteriormente levados embora por ventos fortes.

8. A documentação que dá permissão para a escalada do Everest custa aproximadamente 11 mil dólares. Se você for pego escalando sem um visto desse tipo, a multa cobrada será o dobro desse valor.

9. No entanto, custo total da escalada pode chegar até 100 mil dólares, entre equipamentos, treinamento, viagens e acomodações.

10. Estima-se que 50 toneladas de lixo já foram deixadas pelos escaladores do Everest nas últimas seis décadas. Isso inclui garrafas de água, tanques de oxigênio, equipamentos e até fezes.

11. O alpinista mais velho a conseguir chegar ao topo foi Yūichirō Miura, do Japão, aos 80 anos.

12. As avalanches são a maior causa de morte no Everest.

13. Recentemente, o governo do Nepal decidiu banir alpinistas sozinhos, cegos e amputados de escalar a montanha. A norma busca diminuir o número de fatalidades.

14. Antes da proibição, dois alpinistas cegos (Erik Weihenmayer e Andy Holzer) já conseguiram chegar ao topo.

15. Os nepaleses Sherpa Pem Dorjee e Moni Mulepati se casaram no topo do Everest em 2005.

16. A maioria das mortes ocorrem na descida do topo e não na subida.

17. O recorde do maior número de subidas até o topo do monte pertence ao nepalês Kami Rita Sherpa. Ele já escalou o Everest 22 vezes.

18. Os sherpas (povo nativo da região) costumavam considerar o Everest um lugar sagrado, acreditando que deuses e demônios viviam no topo e que o Yeti (Abominável Homem das Neves) percorria as encostas mais baixas.

19. As rochas de calcário e arenito no topo da montanha têm aproximadamente 450 milhões de anos.

20. Os ventos no topo podem chegar a mais de 280 km/h.

O Everest registra muita história, não é mesmo? Comente!

Leia Também: