Curiosidades, Entretenimento

Quem inventou o The Sims?

Quem ai nunca foi viciado em The Sims que atire a primeira pedra. Jogo de simulação de vida que conquistou gerações e merece ter sua história contada. Vamos lá?

Will Wright é o responsável pela criação deste fenômeno e sua ideia surgiu a partir de outro game: SimCity. Neste o jogador tinha a possibilidade de administrar toda uma cidade, assim agindo como se prefeito. Após este grande sucesso, diversos outros jogos de simulação apareceram tais como SimAnt, SimFarm, SimEarth, etc. Então, finalmente, em 2000 nasce o The Sims, um jogo sem claros objetivos onde o usuário poderia criar personagens e famílias, criar suas casas e decora-las, criar espaços públicos e ainda aproveitar a vida desta família que criou. No início, ninguém apostou muito na ideia de Wright, porém a Maxis decidiu apostar no futuro fenômeno.

Dito e feito, após o lançamento, jogo se tornou febre mundial! Foi então que a empresa decidiu apostar de forma ousada criando o The Sims Online, porém infelizmente o mesmo não atendeu às expectativas do público e foi um fracasso. Mas esta foi apenas uma onda de azar já que em 2004 surgiu o revolucionário The Sims 2, um game criado do zero com gráficos 3D de alta qualidade que inovou a época. Para se ter ideia, foram vendidas mais de 54 milhões de unidades, sendo o quinto jogo mais vendido da história! Suas expansões conquistaram o coração de todos, não há como esquecer do Vida de Bicho, esta era minha favorita! <3

Após, levou certo tempo para a empresa lançar grandes novidades, sendo que The Sims 3 só surgiu em 2009, porém com muito mais liberdade para o usuário que agora tinha carro e poderia dar voltas completas em sua vizinhança. Esta foi a versão mais completa e complexa do game, com muito mais opções de criação do Sim, das casas e lotes, com personalização ilimitada, sendo que até mesmo nas cores era você quem comandava. Era preciso comprar comida, comprar suas roupas, comprar livros e tudo isso indo até um espaço ‘físico’, não por catálogo, telefone ou computador. Era como viver a vida real, realmente.

Esta versão foi a última novidade até 2014 quando a Maxis lançou o The Sims 4, desta vez muito mais limitado e minimalista, lembrando muito mais o The Sims 2 do que sendo algo inovador. Porém, se o jogo perdeu em personalização e liberdade, ganhou na complexidade das emoções onde as carreias possuem mais opções, é mais ‘difícil’ fazer os Sims alcançarem o topo. Além disso, existe uma expressão emocional muito mais aprofundada e semelhante ao real. Até mesmo entrar em um ambiente bem decorado ou imundo faz seu personagem ser afetado, o que é muito bacana. O Modo Construção também foi bastante modificado, tornando a construção uma experiência mais fácil, possuindo até mesmo cômodos prontos dentro de diversas temáticas.

Mas e você, qual sua versão favorita? E qual a expansão que mais gosta? Comente!

Você também pode gostar de