Curiosidades

12 curiosidades incríveis sobre o energético Red Bull

Red Bull é o energético mais popular do mundo, mas não é apenas devido ao fato de que ele supostamente “te dá asas”. Na verdade, o que faz a marca se destacar entra as outras é a sua capacidade de se apresentar como um provedor de um estilo de vida influente, o desenvolvimento de uma política forte de inclusão no mercado e um apoio massivo aos grandes eventos de esportes radicais e festivais de música. Do começo humilde da marca na Tailândia ao crescimento no setor musical, aqui estão alguns fatos interessantes que você talvez não conheça sobre esse gigante da indústria das bebidas energéticas.

1. O Red Bull era originalmente um energético tailandês chamado Krating Daeng, que era comercializado para trabalhadores de fábricas e caminhoneiros que precisavam ficar acordados e atentos duram longos turnos.

2. A mistura original era feita com a mesma combinação de taurina e cafeína, mas tinha um sabor mais adocicado.

3. Quando o empresário austríaco Dietrich Mateschitz descobriu o sucesso do Krating Daeng, ele resolveu fazer uma viagem de negócios à Tailândia para conhecer o produto. Ele gostou tanto que eventualmente localizou o criador, Chaleo Yoovidhya, para negociar a aquisição da marca. Mateschitz rebatizou o energético como Red Bull e expandiu a sua distribuição para os mercados europeus em 1987.

4. A marca já chegou a ser retirada dos mercados alemães depois que as autoridades locais encontraram vestígios de cocaína na bebida, apesar de não representar nenhum risco sério para a saúde. A empresa afirma que usa folhas de coca, mas apenas como agente aromatizante depois da remoção do alcaloide da cocaína.

5. A fim de melhorar a sua imagem em uma era anterior às celebridades do Instagram, os diretores da marca Red Bull já chegaram a pagar para estudantes universitários populares promoverem grandes festas em lugares incomuns  e repletas do energético.

6. O Dolomitenmann se tornou o primeiro evento esportivo criado pela Red Bull. Ele é chamado de “a corrida de revezamento da equipe mais difícil do mundo”.

7. Já aconteceram alguns casos de hospitalizações induzidas pelo consumo de Red Bull, com pacientes que sofreram de palpitações no coração e dificuldades para respirar. No entanto, a maioria desses casos aconteceu por causa de um consumo exagerado do energético, como o caso de uma mulher que supostamente perdeu parte da sua capacidade de visão após consumir 28 latas da bebida.

8. Jyong Chul Lee, um coreano que estudava no Canadá, chegou a ser deportado do país por causar pertubação e assédio após consumir uma grande quantidade de Red Bull no refeitório da universidade onde estudava. De acordo com um relatório psiquiátrico, Lee estava sofrendo de intoxicação por cafeína.

9. A marca tem sua própria gravadora musical. Encabeçada por um ex-vice-presidente da Atlantic Records, a Red Bull Records foi lançada em 2007. Até agora, o grupo mais conhecido que assinou com a gravadora é a banda de rock eletrônico Awolnation.

10. Apesar do “bull” significar “touro”, o logotipo da marca representa um animal chamado gauro.

11. As fábricas e distribuidoras Red Bull empregam aproximadamente 12 mil pessoas ao redor do mundo.

12. Anualmente, a marca realiza uma competição chamada “Wings for Life”, que busca arrecadar dinheiro para promover pesquisas sobre lesões na medula espinhal e paraplegia.

E você, gosta do energético? Deixe o seu comentário!

Leia Também: