Curiosidades

O que é terracota?

Você já ouviu falar na terracota? Se a sua casa possui um jardim ou se os seus familiares gostam de colocar vasos de plantas espalhados por toda a sua residência, é bem provável que você já tenha visto algum objeto feito com ela, mas nunca tinha percebido.

A terracota é um material constituído por uma argila porosa de cor marrom-avermelhada que é utilizada na criação de objetos como tijolos, esculturas e vasos de plantas. Uma vez que a argila é manipulada em sua forma desejada, ela é seca e depois aquecida dentro de um forno ou sobre um material em chamas. O nome “terracota” vem da língua italiana e significa “terra cozida” e sua cor marcante é derivada da reação entre o alto teor de ferro presente na argila com o oxigênio no ar.

A terracota tem sido usada ao longo da história e pode ser encontrada em países de todas as partes o mundo. Ela tem sido muito valorizada por causa da sua resistência, abundância e baixo custo se comparada a outros materiais. Alguns dos primeiros exemplos do seu uso remontam a 24.000 aC, os quais forneceram informações valiosas sobre a vida durante a era paleolítica. Curiosamente, a terracota antiga era geralmente usada para moldar pequenas figuras, ao invés de peças mais utilitárias, o que poderia indicar que as culturas pré-históricas valorizavam alguma forma de arte. A maioria dessas formas primitivas de terracota provavelmente eram deixadas para assar ao sol, em vez de serem aquecidas em fornos.

Talvez uma das criações com terracota mais espetaculares já feitas é o famoso Exército de Terracota, que é uma enorme coleção esculturas que representam os exércitos de Qin Shi Huang, o primeiro imperador da China. O Exército de Terracota foi descoberto por agricultores chineses em 1974 e consiste em mais de 8000 soldados, 130 carruagens, 520 cavalos e 150 cavalos enterrados em três grandes covas. Curiosamente, o “exército” foi enterrado junto com o próprio Qin Shi Huang em torno de 210 aC, pois o imperador acreditava que seu exército iria protegê-lo na vida após a morte.

Atualmente, esse material ainda é utilizado na criação de esculturas, mas devido a sua grande concentração de óxido de ferro ela acaba ganhando destaque na confecção de tijolos, telhas e vasos.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de