Curiosidades

Quem inventou o Ukulele?

Meu namorado acaba de adquirir seu primeiro Ukulele e está empolgadíssimo com a compra, o que acabou me contagiando também e me deixando curiosa. Afinal, quem inventou o Ukulele?

Segundo o Ukulele Guild of Hawai’i’ o primeiro instrumento chamado braguinha chegou ao Havaí ainda em 1879 a bordo do navio Ravenscrag que vinha da Ilha da Madeira. Não demorou para que as manchetes da cidade trouxessem informações sobre o suave instrumento.

“Madeirenses recém-chegados aqui têm encantado a população com concertos noturnos de rua, (…) com uma música doce, feita num instrumento que é uma mistura de violão com banjo”.

Ao ver a grande oportunidade, Manuel Nunes, José do Espírito Santo e Augusto Dias, todos marceneiros e músicos que vieram a bordo do Ravenscrag, utilizaram-se da madeira koa para construir um instrumento musical semelhante àquele que estava fazendo tamanho sucesso. Porém, a koa acabou trazendo uma sonoridade diferente e peculiar, assim dando origem ao ukulele. Pouco tempo depois o rei havaiano Kalakaua se apaixonou pelo som do instrumento e solicitava a seus súditos concertos realizados apenas com ukulele que até então ainda não possuía esse nome.

O batismo ocorreu graças ao assistente do rei que era muito talentoso ao tocar o violão português. Seu apelido era Ukulele, que significa pulga saltitante em havaiano, logo não demorou para que o instrumento fosse diretamente associado a ele e batizado. Então, durante a década de 50, houve um grande salto na economia americana, o que trouxe a produção em massa de objetos plásticos. Foi então que os empresários da época viram o potencial de vender o Ukulele de forma massificada, o reponsável por essa visão foi o fabricante de guitarras Maccaferri que lançou uma grande série de ukuleles de plástico. Foi isso que popularizou o instrumento no país e fez com que diversos músicos começassem a se destacar por meio dele.

Infelizmente, durante a década de 60 e 70 o ukulele acabou sendo esquecido, já que o destaque era o Rock and Roll e as guitarras elétricas. O destaque só voltou nos anos 90 com a onda de música acústica alternativa que dava espaço para instrumentos mais ecléticos e incomuns. Incrível esta história, não acha? Comente!

Você também pode gostar de