Curiosidades, Tecnologia

O que é GPU e qual a sua importância nos gráficos dos jogos?

Foi necessária uma longa jornada de desenvolvimento tecnológico dos gráficos para que pudéssemos alcançar o nível de realismo proporcionado pelo jogos da atual geração de videogames. De fato, muitos deles são tão realistas que até os detalhes de um simples fio de cabelo ou de um pedaço de grama são extremamente nítidos e bem trabalhados. Isso levanta uma questão interessante: afinal, como evoluímos dos antigos jogos com gráficos fortemente pixelados para as produções realistas que estamos acostumados a ver nos dias atuais? A resposta para essa pergunta está na GPU (Unidade de Processamento Gráfico), presente no interior dos computadores pessoais e dos consoles de videogame.

A Unidade de Processamento Gráfico é um tipo de processador que é normalmente usada para processar dados relacionados à qualidade gráfica do jogo ou programa de computador. Uma GPU se encarrega em processar os gráficos de uma maneira muito mais rápida e eficiente, o que de certa forma permitiu o desenvolvimento de jogos cada vez mais “pesados” em termos de resolução. A maioria das GPUs atuais trabalham com a arquitetura CUDA, projetada pela empresa NVIDIA. A CUDA ganhou destaque no mercado por se tratar de uma arquitetura que proporciona a realização de cálculos paralelos de forma simultânea e com muita rapidez. Dessa forma, os dados que requerem um processamento mais “pesado” são divididos em “pedaços” com tamanhos menores, o que proporciona um processamento mais dinâmico.

Lara Croft ilustra muito bem a evolução dos gráficos ao longo dos anos.

Vale lembrar que a GPU realiza o trabalho artístico do jogo, mas a CPU é a responsável pelo trabalho organizacional em um jogo. Em uma linguagem mais básica, a CPU é a responsável por “manter as regras” do jogo. Por exemplo, se estivéssemos jogando um jogo de tiro, a CPU é responsável por calcular um fator conhecido como hitbox. Uma hitbox é uma demarcação invisível que determinam quais efeitos serão produzidos caso o jogador faça alguma ação específica. A GPU, por outro lado, é a responsável pela estrutura gráfica que substituirá a “invisibilidade” da hitbox.

Dessa forma, podemos concluir que sem a imensa potência que a GPU oferece em relação à melhoria da qualidade gráfica, seria difícil imaginar o surgimento de jogos com gráficos tão incríveis quanto os de hoje. E o desenvolvimento não para por aí, já que melhorias nas GPUs são feitas todos os anos para levar os jogos a níveis gráficos ainda mais realistas.

Na sua opinião, qual jogo conta com os gráficos mais realistas? Deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de