Curiosidades

Por que nossa voz fica diferente quando é gravada?

Por que nossa voz fica diferente quando é gravada?

Se você gosta de enviar mensagens de voz através do WhatsApp ou de outro aplicativo de mensagens instantâneas, já deve ter notado que sua voz gravada soa bem diferente da que você está acostumado a ouvir. Muitas pessoas afirmam que as suas vozes costumam ficar mais estridentes quando são registradas em um gravador, mas será que existe uma explicação para isso? É o que vamos abordar nesse post!

Primeiramente, precisamos entender que qualquer tipo de som pode atingir o nosso ouvido interno por meio de dois caminhos separados, de modo que esses caminhos podem afetar drasticamente a forma como percebemos e decodificamos uma mensagem sonora. O som conduzido pelo ar é transmitido do ambiente circundante para nós através do canal auditivo externo, do tímpano e do ouvido médio até a cóclea, aquela famosa espiral cheia de líquido presente no nosso ouvido interno. O som produzido internamente, no entanto, atinge a cóclea diretamente através dos tecidos da cabeça.

Quando você fala, a energia sonora se espalha no ar ao seu redor e alcança a sua cóclea através do ouvido externo por via aérea. O som também viaja das suas cordas vocais e de outras estruturas diretamente para a cóclea, mas as propriedades mecânicas da sua cabeça aumentam suas vibrações mais profundas e de baixa frequência. A voz que você ouve quando fala é a combinação dos sons transmitidos pelos dois caminhos. Só que quando você ouve uma gravação de si mesmo, uma parte da sua voz “normal” acaba sendo eliminado, de modo que você ouve apenas o componente conduzido pelo ar. Você pode experimentar o efeito inverso ao colocar tampões nos ouvidos. Dessa forma, você vai escutar um som bem diferente, pois ele é transmitido apelas pelas vibrações conduzidas pelos ossos do sistema auditivo.

É importante destacar que algumas pessoas contam com certas anormalidades no ouvido interno que tendem a aumentar a sua sensibilidade a esse componente de tal forma que o som da sua própria respiração torna-se algo tão estridente que acaba sendo muito incômodo. Essas pessoas podem até chegar a sentir seus globos oculares se moverem através de suas órbitas. Se você sofre com esses sintomas, procure ajuda de um especialista para poder receber um diagnóstico mais preciso.

Curioso, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: