Curiosidades

Por que existem dois túmulos na pista de um aeroporto dos EUA?

A criação de novos projetos de desenvolvimento nos EUA, especialmente os que utilizam terras que anteriormente pertenciam a propriedades privadas, pode gerar certas complicações no meio de todo o processo, principalmente quando estas propriedades contam com túmulos. Normalmente, nesses casos os corpos são desenterrados e movidos para um novo cemitério, mas muitas vezes as famílias se recusam a mover os túmulos dos seus ancestrais, forçando os responsáveis pelo projeto a construir o empreendimento em torno das próprias sepulturas. Curiosamente, isso deu origem a uma característica muito bizarra de um aeroporto americano.

Tudo começou quando o Aeroporto Internacional de Savannah/Hilton Head, no estado americano da Geórgia, passou por uma ampliação. Anteriormente, a área usada na ampliação era constituída por bosques e fazendas pertencentes à família Dotson. O cemitério da família também ficava localizado nessa parte e contava com mais de cem corpos enterrados. Entre esses túmulos, estavam os que pertenciam a Richard e Catherine Dotson. Anos mais tarde, quando a Segunda Guerra Mundial se iniciou, um aeródromo militar foi aberto na região, tomando grande parte da propriedade dos Dotson. Então, o exército transferiu a maior parte do cemitério da família Dotson para o Cemitério Bonaventure, mas os túmulos de Richard e Catherine Dotson foram deixados no mesmo lugar.

Depois que a guerra terminou, o aeródromo do exército foi transformado em um aeroporto civil. A construção do novo aeroporto começou na década de 1960 e novos terrenos foram adquiridos para sua expansão. Durante uma dessas expansões, já na década de 1970, os dois túmulos citados anteriormente acabaram ficando bem no meio da pista planejada para o aeroporto. Como a lei federal dos EUA proíbe a mudança de túmulos sem a permissão do parente mais próximo, as autoridades do aeroporto decidiram pavimentar a pista por cima das sepulturas.

As sepulturas podem ser localizadas no asfalto através de duas lápides que fica a cerca de 1500 metros da cabeceira da pista 10. Curiosamente, as sepulturas estão perto da borda da pista, então os aviões não passam exatamente por cima delas, mas os passageiros e os pilotos podem vê-las quando o avião taxia pela pista.

Curioso, não? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de