Curiosidades, Saúde

Como o desodorante funciona?

Nesses dias de calor seria impossível sair de casa sem nosso velho companheiro, o desodorante. Afinal, sem ele em poucas quadras você estaria suando e fedendo muito! Porém, você já parou para pensar em como este cosmético faz a magia de impedir a formação de odor? É o que iremos descobrir!

Primeiro você precisa entender o que causa o mau cheiro. O suor em si não fede nem cheira, isso porque 90% dele é feito de água e serve justamente para regular a temperatura do seu corpo, o restante é composto por suor, proteína, gorduras, sais minerais e vitaminas que são trazidos pelo sangue e misturados à água sob a pele e tudo isso também não tem cheiro. Toda essa água passa por dois tipos de glândulas sudoríparas: apócrinas e écrinas. As duas são responsáveis por produzir suor, porém as primeiras se concentram nas áreas quentes e escuras como as axilas e partes baixas, elas seguem por um ducto que vem até a base do pelo e chega ao ambiente externo onde ele esta.

É aqui é o cheiro terrível começa a ser produzido, isso porque o suor só começa a feder quando é devorado por bactérias que vivem ali e começam a comer e digerir as proteínas e gorduras que liberam substâncias odorantes tais como ácido isovalérico e androsterona. Os ingredientes que são devorados por essas bactérias são mais abundantes no suor que vem das glândulas apócrinas e esta é a razão do suor de adultos ser fedido e das crianças, nem tanto: pelos.

Mas e o desodorante em tudo isso?

O primeiro papel do desodorante é camuflar o odor através de suas fragrâncias e bicarbonato de sódio, conhecido por seus poderes absorventes, assim escondendo o cheirinho ruim. Além disso, o desodorante também possui anti-sépticos como triclosan e sais de amônio quaternário que inibe a proliferação das bactérias junto ao álcool etílico (quando presente), assim impedindo que esses micro-organismos estejam ali aguardando a formação do suor para se alimentar.

E os antitranspirantes?

Também existem os antitranspirantes que possuem uma ação mais específica que os desodorantes e alguns acreditam que mais agressiva também. Ao invés de atacar os efeitos do suor e seu odor, eles atacam diretamente na fonte do problema ao diminuir o fluxo do líquido que alimenta os micro-organismos através de dois passos:

  1. Os agentes antitranspirantes como cloridróxido ou cloridrato de alumínio criam uma reação com o suor e com as proteínas da pele quando aplicados nas axilas, assim formando um tipo de película gelatinosa que serve para bloquear os poros.
  2. Todo o suor produzido e acumulado na película incha as células que formam os poros, é por ali que o líquido deveria sair. Depois de algum tempo, a água do suor irá diluir o antitranspirante, então chega a hora de colocar mais ou tomar aquele banho.

Gostou das informações? Comente!

Você já assistiu nosso último vídeo no Canal Experimentando?

Clique aqui para assistir no YouTube

Você também pode gostar de