Curiosidades

Por que no basquete o time mandante geralmente joga de branco?

Por que no basquete o time mandante geralmente joga de branco?

As cores dos uniformes esportivos têm o objetivo principal de ajudar a distinguir os jogadores de cada clube no momento do jogo, afinal, o esporte ficaria muito mais confuso caso os espectadores ou até mesmo os próprios jogadores não pudessem identificar quem é quem no campo ou na quadra. Curiosamente, na maioria dos esportes, as equipes mandantes costumam jogar com uniformes mais escuros ou multicoloridos, enquanto que os visitantes usam uma cor bem básica, como o branco. No entanto, existe um esporte muito famoso que não costuma seguir essa tradição: o basquete.

Basta assistir a qualquer partida das principais ligas de basquete para perceber que esse esporte realmente inverte essa tendência. Seja em campeonatos universitários ou em ligas profissionais, a equipe da casa é a que geralmente veste branco, enquanto seus convidados em quadra costumam usar algo mais chamativo. De fato, o livro de regras oficial do basquete masculino da NCAA, torneio universitário dos EUA, diz o seguinte: “A equipe da casa deverá usar camisas com cores leves durante o jogo, enquanto que a equipe visitante usará camisas com cores escuras. No entanto, esta regra pode ser alterada por consentimento mútuo das instituições concorrentes”. Mas afinal, como essa tradição teve início?

Na virada do século 20, os clubes de beisebol da Major League Baseball (liga mais alta do beisebol profissional americano) que jogavam fora de casa passaram a optar por uniformes escuros, enquanto que as camisas brancas eram largamente utilizadas pelas equipes mandantes. Isso acontecia porque, naquela época, as equipes muitas vezes tinham dificuldade em encontrar serviços de lavanderia fora das suas próprias cidades. Dessa forma, os jogadores visitantes muitas vezes não tinham outra escolha a não ser usar as mesmas camisas repetidas vezes sem lavar. Por causa disso, essas equipes visitantes preferiam usar uniformes mais escuros, pois essas tonalidades ajudavam a mascarar as inevitáveis ​​manchas de sujeira e grama que ficavam impregnadas no tecido.

Acredita-se que o basquete provavelmente copiou e adaptou esse costume, já que se trata de um esporte mais novo. Até hoje, em praticamente todos os níveis, desde a escola primária até os profissionais, os clubes de basquete costumam honrar o padrão “branco em casa” e “colorido fora”. Ainda assim, é importante deixar claro que existem algumas exceções, tanto na NBA (liga de basquete americana) quanto em outros campeonatos espalhados pelo mundo.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: