Curiosidades

Conheça o belíssimo festival de girassóis de Zama, no Japão

Zama é uma cidade localizada no centro da província de Kanagawa, no Japão, sendo nacionalmente famosa por conta dos seus extensos campos de girassóis. Todos os anos, mais precisamente entre os meses de julho e agosto, as flores dessas plantas desabrocham, dando origem ao “Himawari Matsuri”, que é o festival anual de girassóis da cidade. Para se ter uma ideia, mais de meio milhão de girassóis são exibidos em vários locais ao redor da cidade, um número que por si só já explica a grande importância que esse evento desempenha no turismo e consequentemente na economia local.

Durante o festival, os visitantes podem desfrutar de várias coisas além da observação dos campos de girassóis, incluindo música, entretenimento, boa comida e até mesmo uma feira com produtos frescos das fazendas da região. A variedade de produtos feitos a partir do girassol é enorme, abrangendo itens como cerveja, macarrão e até refrigerantes feitos com as flores da planta. Tudo isso pode ser facilmente encontrado durante o período de realização do evento.

Como os girassóis são plantas relativamente altas, uma plataforma elevada é construída na borda do campo todos os anos, permitindo que os visitantes tirem fotos panorâmicas dos campos de girassóis. O girassol, que é nativo da América do Norte, foi levado para a Europa e Ásia por volta do século 16, onde junto com o óleo de girassol, se tornou um ingrediente culinário largamente difundido. Nem mesmo as folhas de girassol são desperdiçadas, pois elas acabam sendo usadas também para a alimentação do gado, enquanto que as suas hastes fibrosas são geralmente utilizadas na produção de papel.

Os girassóis também têm uma habilidade bastante interessante de extrair ingredientes tóxicos do solo, como o chumbo, o arsênico e o urânio. É exatamente por isso que, após o desastre nuclear de Fukushima, no ano de 2011, vários grupos de voluntários e ativistas no Japão resolveram cultivar girassóis para descontaminar o solo radioativo dessas regiões. Curiosamente, uma campanha semelhante vem sendo desenvolvida em resposta ao desastre de Chernobyl, na Ucrânia.

Paisagens muito bonitas, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de