Curiosidades

É verdade que os elefantes têm medo de ratos?

É verdade que os elefantes têm medo de ratos?

Se você gosta de assistir desenhos animados, já deve ter visto alguma cena onde um elefante se treme de medo ao simplesmente ver um rato passar correndo na sua frente. Mas afinal, será que os elefantes realmente têm medo de ratos? Bem, de acordo com zoólogos de todo o mundo, a resposta é não, pelo menos não exatamente como muita gente imagina.

Uma série de experimentos realizados por volta de 1939 conseguiu extrair alguns resultados muito interessantes. Nesse estudo, o pesquisador F. G. Benedict descobriu que os elefantes que habitavam um zoológico não mostravam nenhuma reação quando um rato entrava no seu campo de visão. Até mesmo alguns ratos que subiram nas trombas das criaturas foram ignorados. No entanto, o estudo ficou mais interessante quando um rato correu por cima de uma folha de papel, deixando alguns elefantes assustados enquanto emitiam bramidos. Isso pode indicar que os elefantes se assustam com qualquer coisa que apareça de forma repentina e sem anúncio prévio, sem a necessidade de ser um rato propriamente dito.

Os cientistas acreditam que esses animais se assustam facilmente por causa da sua visão limitada. Sem a capacidade de enxergar muito bem, os elefantes podem ficar assustados com a movimentação de qualquer coisa que passe ao seu redor sem aviso prévio. Dessa forma, apesar dos ratos não são apresentarem algum incômodo para os elefantes, os movimentos repentinos dessas pequenas criaturas podem deixar os gigantes mamíferos em estado de alerta, caso sejam pegos de surpresa. Curiosamente, os elefantes que vivem em cativeiro regularmente entram em contato com ratos, que procuram restos de comida nesses locais. O que chama a atenção é que, na maior parte do tempo, essas pequenas pragas não parecem incomodá-los, pelo menos não diretamente, já que os elefantes já estão “acostumados” com toda essa movimentação.

Vale destacar que as abelhas podem muito bem deixar os elefantes assustados, talvez sendo as suas principais inimigas. Alguns deles até chegam a avisar uns aos outros com um alarme sonoro especial. Os cientistas esperam usar gravações desse baixo ruído no futuro para manter essas enormes criaturas longe dos campos de cultivo e das áreas povoadas.

Sabia dessa? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: