Curiosidades, História

Quem foi Alexandre, o Grande?

Nos dias atuais, é bastante improvável um pessoa passar a comandar uma unidade militar aos 18 anos e se tornar o rei de um grande império logo após completar os 20. No entanto, foi exatamente isso o que Alexandre, o Grande, conseguiu fazer. Ao longo desse post você conhecerá um pouco da sua história e vai entender de onde surgiu a sua alcunha tão famosa.

Nascido na região de Pela da Macedônia (atual Grécia) em 356 aC, Alexandre, o Grande, era filho do rei Filipe II da Macedônia e da rainha Olímpia do Épiro. Quando menino, Alexandre desfrutou de todos os benefícios característicos da realeza, incluindo uma educação fornecida pelo famoso filósofo Aristóteles. Na idade de 17 anos, Alexandre se juntou ao exército do reino e partiu em sua primeira expedição. Ele alcançou a proeminência rapidamente, assumindo o comando da Cavalaria da Macedônia apenas um ano depois, quando ele tinha apenas 18 anos de idade.

Como um jovem comandante de cavalaria, ele ajudou seu pai a derrotar os exércitos ateniense e tebano, unindo assim as cidades-estados gregas (com a exceção de Esparta) e formando a Liga de Corinto. No entanto, o relacionamento com o seu pai desmoronou quando Filipe II rejeitou a mãe de Alexandre, Olímpia, para se casar com Cleópatra Eurídice. Alexandre fugiu com a sua mãe e ambos ficaram juntos da família dela.

Em 336 aC, o pai de Alexandre foi assassinado. Com a ajuda dos militares e de sua mãe, Alexandre retornou e tornou-se rei da Macedônia na idade de 20 anos. Ele governou como o rei da Macedônia de 336 a 323 a.C. Sob a liderança de Alexandre, a Macedônia floresceu, principalmente graças ao uso de sua experiência militar e política para unir ainda mais as cidades-estados gregas. Ele também convenceu os membros do alto escalão a deixá-lo servir como líder da Liga de Corinto. Quando necessário, ele usava os militares para destruir os adversários que ameaçavam deixar a aliança que ele havia construído. Desta forma, ele consolidou seu poder sobre a Macedônia e o resto das cidades-estados gregas.

Por fim, Alexandre voltou sua atenção para outras áreas. Apesar de estar em desvantagem numérica, ele usou suas estratégias militares brilhantes para conquistar as terras do rei Dario III, incluindo a Pérsia e o Egito, onde mais tarde ele fundaria a cidade de Alexandria, que viria a ser um dos centros urbanos mais prósperos da antiguidade. Alexandre e seu exército continuaram conquistando mais áreas ao leste, incluindo incursões em territórios na Índia. As muitas colônias que ele já havia estabelecido ajudavam a difundir a cultura grega para além das suas fronteiras na Ásia.

Se ele tivesse vivido por mais tempo, Alexandre, o Grande poderia ter expandido ainda mais o seu império. Os historiadores acreditam que ele estava se preparando para conquistar Cartago e Roma antes de morrer de malária na Babilônia (atual Iraque) em 323 a.C., quando tinha 32 anos.

História emblemática, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de