Curiosidades

Qual a diferença entre raio, relâmpago e trovão?

Qual a diferença entre raio, relâmpago e trovão?

Está um calor terrível e todos nós sabemos disso. Há poucos minutos começou um temporal aqui na minha cidade com direito a raios, relâmpagos e trovões. É claro que esses momentos deixam todos nós curiosos e foi quando Dudu veio a mim e disse: Qual a diferença entre raio, relâmpago e trovão? Bem, é claro que disso nasceria uma matéria, não é mesmo?

Pois bem, tudo faz parte de um mesmo fenômeno que ocorre durante nossas tempestades assustadoras. Os raios são as descargas elétricas produzidas entre as nuvens que atingem o solo. Eles são o resultado da diferença potencial da atmosfera e ocorrem da nuvem para o solo, do solo para a nuvem e entre as nuvens. Como sabemos, são elétricos, a descarga se liberta da nuvem e cria a chamada corrente iônica que vai aumentando conforme se aproxima do solo.

Após o raio, temos o relâmpago que é justamente a descarga visível, são as luzes que vemos no céu durante as tempestades que nos mostram as gloriosas ramificações de toda essa eletricidade. Esse relâmpago que vemos vem usualmente acompanhado de um som estrondoso, este é resultado do aquecimento do ar que provoca a expansão de gases atmosféricos que explodem, assim gerando uma onda de choque formada pela compressão e rarefação que faz CABUUUUUUUUM. O curioso é que apenas 1% de toda a energia do raio é convertida no terrível e assustador som que tanto nos amedronta, todo o restante é libertado em forma de luz.

País com maior número de raios

Você sabia que o país com maior incidência de raios do mundo é o Brasil? Isso ocorre porque estamos em uma zona tropical, logo, temos muitas nuvens que são propicias a produzir raios. Além disso, temos uma grande extensão territorial, logo acabamos vencendo no ranking mundial de raios, trovões e relâmpagos. Interessante, não é mesmo?

Gostou das informações de hoje? Comente!

Leia Também: