Curiosidades, História, Mistérios

Você conhece a Lenda do Boitatá?

A lenda que faz parte do folclore brasileiro, é de origem indígena. A palavra Boitatá, na língua Tupi-Guarani, significa cobra (boi) de fogo (tata). O Boitatá é uma gigantesca cobra-de-fogo que protege as florestas e os animais contra aqueles que a incendeiam.

A história conta que a cobra pode se transformar em um tronco em chamas para enganar e queimar os invasores e destruidores das florestas. Quem encontrar o Boitatá na floresta pode ficar cego, morrer ou enlouquecer. Assim os homens acreditam que devem fica parados, sem respirar e de olhos bem fechados, caso o encontrem na floresta.  A tentativa de fuga pode sugerir a entidade culpa por incêndios nas matas.

Primeiros Registros da Lenda

O primeiro registro da lenda do Boitatá foi feito em 1560, pelo padre José de Anchieta:

“Há também outros (fantasmas), máxime nas praias, que vivem a maior parte do tempo junto do mar e dos rios e são chamados baetatá, que quer dizer cousa de fogo, o que é o mesmo como se se dissesse o que é todo de fogo. Não se vê outra cousa senão um facho cintilante correndo para ali; acomete rapidamente os índios e mata-os, como os curupiras; o que seja isto, ainda não se sabe com certeza.”

O Boitatá no Folclore Brasileiro

A lenda sofreu muitas modificações com o tempo, tendo várias versões e vários nomes ao longo do país, que pode variar em: Baitatá, Biatatá, Bitatá e Batatão.

Há versões que contam que o boitatá foi o único sobrevivente de um diluvio que exterminou todo o planeta. Para sobreviver ele entrou em uma caverna, onde ficou no escuro. Por isso seus olhos cresceram e ele só pode aparecer durante a noite, pois de dia não consegue enxergar.

Leia também: Conheça Krampus, o “Papai Noel do Mal”

Outras versões contam que o motivo de o Boitatá ter os olhos grandes é porque se alimentava dos olhos de animais que foram mortos pelo grande dilúvio. Devido a essa alimentação, tornou-se todo luminoso.

Há uma versão que diz que o Boitatá é na verdade várias almas penadas que fizeram maldades na terra e por onde passa queima todas as coisas.  Por conta disso no Nordeste o Boitatá é conhecido como “Alma dos Compadres e das Comadres”. Mesmo nos dias atuais a Lenda do boitatá impressiona jovens e adultos, sendo retratada em várias obras contemporâneas, entre livros e programas de televisão.

E você já conhecia essa lenda? Conta pra nós!

Você já assistiu nosso último vídeo no Canal Experimentando?

Clique aqui para assistir no YouTube

Você também pode gostar de