Curiosidades

Você sabe o que é um escolho?

Ainda que você nunca tenha navegado a bordo de um navio pelos mares mundo afora, é bem provável que você já tenha visto algumas imagens de estruturas marítimas, seja em livros, filmes ou em documentários. Uma das estruturas mais interessantes que podem ser encontradas nos mares é o chamado “escolho”, que além do seu nome pra lá de bizarro, também apresenta características bem curiosas que vamos explorar ao longo desse post.

Um escolho é uma pequena ilha rochosa que geralmente não é grande o suficiente para a habitação humana, uma característica que pode servir para diferenciá-lo de uma ilhota. Alguns escolhos ao redor do mundo apresentam uma cobertura vegetal composta principalmente de musgos e grama. No entanto, essa vegetação costuma ser tão limitada que acaba não sendo o suficiente para servir de alimento para um grande número de animais, com exceção de alguns pequenos mamíferos marinhos e pássaros. O termo “escolho” é derivado do latim “scopulus”, que traduzido significa algo como “obstáculo” ou “impedimento”.

Existem inúmeros escolhos espalhados ao redor de todo o mundo, mas a maioria pode ser encontrada com mais facilidade no hemisfério norte. A Noruega tem uma das maiores concentrações de escolhos do mundo. Muitos dos encontrados por lá surgiram como resultado de fenômenos climáticos glaciais e são conhecidos regionalmente como “skjaergard”. Curiosamente, muitos escolhos no território norueguês podem ser encontrados em aglomerados dispostos paralelamente à costa que se estende por vários quilômetros, o que ajuda a formar certos canais protegidos. O Canal Blindleia (Blindleia Channel), por exemplo, é protegido naturalmente por inúmeros escolhos, se estendendo desde a comuna de Lillesand até Kristiansand.

O Reino Unido é outro país que também abriga um grande número de escolhos, sendo o chamado Staple Island, um dos mais famosos. Staple Island é totalmente desabitado, mas é frequentemente visitado por turistas que gostam de admirar a diversidade da vida selvagem que se desloca para lá, atraindo populações significativas de focas cinzentas, gaivotas e papagaios-do-mar.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você já assistiu nosso último vídeo no Canal Experimentando?

Clique aqui para assistir no YouTube

Você também pode gostar de