Curiosidades, História

O que foi a Peste Negra?

O que foi a Peste Negra?

Imagine olhar para a rua onde você mora através da janela da sua casa e ver uma grande multidão de pessoas gritando desesperadamente por ajuda, enquanto outros seguram os corpos de seus entes queridos nos braços. Desolador, não é mesmo? Pois bem, apesar de parecer ser a descrição de um episódio de uma série de televisão apocalíptica, esta foi uma epidemia devastadora que atingiu o mundo em meados do século XIV, recebendo o nome de “peste negra”.

Já na década de 1340, os europeus começaram a ouvir os rumores de uma grave doença que estava matando dezenas de pessoas ao longo de rotas comerciais populares na China, Índia, Pérsia e Egito. Então, em outubro de 1347, a peste negra atingiu a Europa quando navios comerciais vindos do Mar Negro ancoraram na Itália. Curiosamente, a epidemia se espalhou de tal maneira que boa parte dos marinheiros a bordo dos navios já chegaram em terra firme mortos. Os poucos ainda vivos estavam seriamente doentes, dominados pela dor, febre e cobertos por furúnculos negros que escorriam sangue e pus. Embora os navios tenham sido rapidamente desviados, a proliferação da doença já estava feita.

A peste negra, que os cientistas chamariam mais tarde de “peste bubônica”, rapidamente se espalhava pelo ar. Ela era transmitida de uma pessoa para outra através de uma bactéria chamada Yersinia pestis. A bactéria era tão contagiosa que o simples fato de tocar as roupas de uma pessoa infectada já era suficiente para contrair a doença. Além de sintomas como a febre e os furúnculos dolorosos, a peste também provocava vômitos, diarreia e dores musculares. No entanto, o que mais chamava a atenção era a rapidez com a qual ela invadia o corpo, de modo que uma pessoa poderia ir para a cama se sentindo bem e acabar morrendo logo pela manhã.

Além de ser transmitida pelo ar, a peste também se espalhava frequentemente através das picadas de pulgas e ratos infectados. Infelizmente, pulgas e ratos acabavam viajando em navios por conta das péssimas condições de limpeza e higiene da época, o que fez com que a peste negra logo alcançasse toda a Europa, de uma cidade portuária para outra. Para piorar, as pessoas também não entendiam como a doença era transmitida ou como tratá-la. Os médicos responsáveis pelo tratamento dos pacientes usavam máscaras especiais com um bico cheio de perfumes ou substâncias aromáticas, já que eles erroneamente acreditavam que a doença era transmitida através de vapores venenosos e que poderia ser combatida com aromas agradáveis.

Foram necessários vários anos para a epidemia da peste negra na Europa ser controlada, muito graças ao uso de novas técnicas de higienização. No início dos anos 1350, a doença havia matado mais de 20 milhões de pessoas na Europa, o que representava cerca de um terço da população da época. Nos séculos seguintes, a praga ainda reapareceria em certas gerações, mas como as práticas de medicina e saneamento já haviam melhorado consideravelmente, o impacto da peste foi minimizado nos tempos modernos.

Um período catastrófico, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: