Curiosidades

Conheça Pigcasso, a porca que escapou do matadouro para se tornar pintora

Se você é uma daquelas pessoas que gostam de conhecer histórias de mudança de vida, certamente precisa conhecer a história dessa porca que, ao invés de ir para o matadouro, acabou se tornando uma artista. Ela foi resgatada de uma fazenda de suínos em maio de 2016, quando ainda era uma pequena leitoa. Sua socorrista foi Joanne Lefson, fundadora da Farm Sanctuary SA, um serviço de resgate de animais que fica localizado na periferia da Cidade do Cabo, na África do Sul.

Na época, Joanne estava apenas iniciando as atividades do seu santuário de animais e estava procurando por seus primeiros recrutas. Quando ela adquiriu Pigcasso (um trocadilho com a palavra ‘pig’, que significa ‘porco’ em inglês, e o nome do artista Pablo Picasso), ela não tinha ideia de como criá-la. Por isso, Joanne deu para a porca um conjunto de vários objetos para o animal brincar, sendo que a porquinha acabou indo direto para o pincel. Então, ela começou a pintar freneticamente algumas das mais belas artes expressionistas abstratas do século XXI.

Não demorou muito para a porca começar a atrair a atenção de várias pessoas. Depois que os amantes de arte de Nova York ofereceram US $ 800 em uma de suas obras, a fama internacional de Pigcasso cresceu surpreendentemente. Agora ela vende obras de arte regularmente por uma média de US $ 1.600 cada em sua loja online. Todos os fundos adquiridos são usados para cobrir os custos operacionais do santuário, onde ela e um jovem touro chamado Baloo vivem. Ela até já chegou a fazer acordos de publicidade com empresas como a Nissan e a Swatch. Ou seja, essa porquinha está aproveitando o sucesso que a maioria dos artistas sempre sonhou.

Curiosamente, cada pintura é vendida com a impressão do focinho da porca como se fosse uma assinatura, além de um certificado de autenticidade da Farm Sanctuary SA. Joanne Lefson espera que o talento da porquinha Pigcasso faça as pessoas pensarem duas vezes antes de comer animais no futuro.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário com a gente!

Você também pode gostar de