Curiosidades

Por que a pimenta arde?

Por que a pimenta arde?

Amada por uns e odiada por outros, a pimenta é um daqueles ingredientes controversos que despertam emoções distintas a depender dos gostos envolvidos. Mas independente das preferências de cada pessoa, o fato é que a pimenta é inegavelmente um dos temperos mais utilizados na culinária mundial, muito por conta do seu sabor picante. Mas afinal, por que a pimenta arde tanto?

A resposta está na capsaicina, uma substância química encontrada nas pimentas. Quando você come uma pimenta, a capsaicina entra em contato com os receptores sensoriais da sua boca, que consequentemente enviam uma mensagem para o cérebro dizendo que você comeu algo “quente”. Seu cérebro responde à mensagem aumentando a sua frequência cardíaca, que automaticamente aumenta a transpiração e libera endorfinas, que são substâncias químicas especiais do corpo que ajudam a aliviar a dor. Curiosamente, a maior concentração de capsaicina está presente no miolo branco do interior da pimenta e no revestimento das suas sementes.

 

É importante destacar que as pimentas podem ser encontradas em diferentes tipos, tamanhos, formas e cores, sendo que cada uma delas apresenta diferentes níveis de ardência. Em 1912, um químico chamado Wilbur Scoville desenvolveu uma escala especial para medir o nível de tempero das pimentas. Scoville passou a treinar provadores ao utilizar amostras de água contendo extratos de pimenta em um experimento que ficou conhecido como “Teste Organoléptico de Scoville”. Ao diluir as amostras até que os provadores não pudessem mais detectar a ardência, Scoville atribuiu a cada pimenta uma classificação numérica chamada “Unidade de Calor Scoville” (SHU).

A escala funciona de uma maneira bem simples. Uma pimenta habanero, por exemplo, tem uma classificação SHU de 200.000. Isso significa que uma amostra desse tipo de pimenta teria que ser diluída 200.000 vezes antes que os provadores não pudessem mais detectar a sua ardência. Vale destacar que a Escala de Scoville ainda está em uso até hoje, sendo que as pimentas podem variar de 0 (pimentão) a mais de 1 milhão de Unidades Scoville (bhut jlokia). Para se ter uma ideia, a capsaicina pura mede exatos 16 milhões de SHUs!

Curiosamente, um estudo recente descobriu que a capsaicina pode atacar células cancerígenas sem prejudicar as células saudáveis ​​nas proximidades. Esta descoberta pode ser útil para futuras pesquisas sobre o câncer e o desenvolvimento de tratamentos contra tumores cancerígenos.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: