Curiosidades

Conheça a cidade suíça que é obcecada com o número 11

Conheça a cidade suíça que é obcecada com o número 11

Solothurn é uma cidade no noroeste da Suíça geralmente conhecida por sua afinidade especial com o número 11, já que parece que tudo neste lugar foi projetado em torno deste número mágico. Para se ter uma ideia, existem precisamente 11 igrejas e capelas, assim como 11 fontes históricas, 11 museus e 11 torres em Solothurn. A coisa ainda fica mais bizarra com o relógio que fica localizado na praça da cidade, cujo mostrador apresenta 11 horas ao invés das tradicionais doze.

Embora praticamente todo mundo em Solothurn conheça a obsessão da cidade com o número 11, a origem de tudo isso ainda está envolta em mistério. Alguns dizem que isso inspirado por uma lenda popular sobre elfos mágicos que desciam da montanha Weissenstein nas proximidades para animar o antigo povo de Solothurn. Os agradecidos habitantes começaram a incorporar o número 11, ou “elfo” em alemão, como um tributo à ajuda das criaturas. Há também aqueles que afirmam que o número 11 tem conotações bíblicas, considerando-o santo e profético. Mas a única coisa que podemos ter certeza é que a obsessão de Solothurn existe há séculos.

Obsessão de Solothurn com o número 11 sempre chamou a atenção.

A primeira menção do 11 na história de Solothurn remonta ao ano de 1252, quando as guildas que votaram pela primeira vez para o conselho da cidade elegeram 11 membros. Então, em 1481, Solothurn tornou-se o 11º cantão da Confederação Suíça, e um século depois foi dividida em 11 protetorados. O fato de haver 11 sociedades ou guildas medievais diferentes mencionadas na história deste lugar também não é mera coincidência.

O que dizer desse relógio na praça principal da cidade?

Outro grande exemplo da obsessão de Solothurn com o número 11 é a magnífica Catedral de São Ursus. Projetada pelo arquiteto italiano Gaetano Matteo Pisoni, ela foi construída em 11 anos e possui três conjuntos de degraus, cada um com 11 linhas. Além disso, a catedral conta com 11 portas, 11 sinos e 11 altares, um dos quais é composto de 11 tipos diferentes de mármore.

Catedral de São Ursus.

Sem muitas surpresas, a misteriosa relação entre Solothurn e o número 11 tornou-se uma das principais atrações turísticas da cidade e existe até uma turnê temática com esse número.

Curioso, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: