Curiosidades

Aeroporto de Lukla: O aeroporto mais perigoso do mundo!

Aeroporto de Lukla: O aeroporto mais perigoso do mundo!

O aeroporto de Lukla é um desses lugares curiosos e engenhosos construídos pelo mundo. Seu nome oficial na verdade é Aeroporto Tenzing-Hillary em homenagem aos dois primeiros seres humanos – que se tem registro – a pisar no topo da montanha mais alta do mundo em 1953, os famosos Tenzing Norgay e Edmundo Hillary. Inclusive, este último foi um dos grandes apoiadores da construção deste aeroporto e até mesmo participou de sua inauguração em 1964.

O local é conhecido pelo uso de pequenos aviões bimotores como Dornier e Twin Otter, esses são equipamentos do tipo STOL e estão aptos para decolar e pousar em pistas muito curtas. Durante sua construção, o plano era utilizar terrenos planos que na época eram reservados a agricultura e como era de se esperar, os agricultores locais não gostaram nada da ideia e claro, não venderam suas terras. Então, o único terreno que restou foi exatamente o local onde hoje ele está construído. Foi Edmund Hillary que comprou o espaço que na época pertencia aos sherpas, o valor pago foi de US$2650 e não demorou para que a construção começasse.

Uma curiosidade interessante é que o solo era um tanto resistente e para acabar com este problema o alpinista pagou a população durante alguns meses apenas para pisotear e compactar o solo. Na época, a pista foi construída de cascalho e só recebeu asfalto em 2001, o que permitiu uma maior frequência de uso. Seu nome atual (Aeroporto de Tenzing-Hillary) só foi alterado em 2018 em homenagem a esses dois grandes profissionais do alpinismo.

Os voos por lá são realizados entre a cidade de Catmandu e Lukla e tem duração de apenas 30 minutos. Durante as altas estações de abril, maio, setembro e outubro são realizados quase 100 voos todos os dias! Porém, devido a sua localização, é comum que os voos sejam cancelados em função da visibilidade já que por lá o clima é muito instável e muda de forma abrupta. A pista em si é uma das consideradas mais perigosas do mundo em função de seu curto comprimento e também de sua inclinação, por lá ocorrem frequentes acidentes fatais. Falando em inclinação, a pista é inclinada em 12% para que a frenagem durante o pouso ocorra mais facilmente, isso também ajuda a obter velocidade durante a decolagem.

Independente da direção dos ventos, os pousos e decolagens só podem ocorrer na cabeceira de número 6 já que a pista termina em um talude. Por lá só voam pilotos treinados para as exatas condições do aeroporto, isso graças a regulamentação do setor aéreo do Nepal. Outro fato curioso é que a população costuma passar pela pista para ir de um lado a outro da cidade, então quando a sirene é acionada significa que uma decolagem ou aterrizagem está preste a ocorrer, assim sendo proibido a travessia. Caso o aeroporto não existisse, chegar a Lukla exigiria uma viagem de ônibus até Shivalaya para, depois, passar uma trilha que duraria seis dias. Devido a seu isolamento, a construção do aeroporto possibilitou que agora a população tivesse acesso de forma mais fácil a ferramentas, medicamentos, alimentos e materiais de construção já que tudo chega por via aérea.

Incrível, não é mesmo? Comente!

Leia Também: