Curiosidades, História

Conheça a história da Boeing

Conheça a história da Boeing

Quando se fala em aviação, é praticamente impossível não mencionar o nome da Boeing. Além de ser atualmente a maior fabricante de jatos comerciais do mundo, a Boeing é também uma das principais produtoras de aviões militares, helicópteros, veículos espaciais e até mísseis. Que tal conhecer um pouco da sua história?

A Boeing Company foi fundada pelo pioneiro da aviação William Edward Boeing em 15 de julho de 1916. A empresa ficava localizada em Seattle e inicialmente se chamava Pacific Aero Products., mas o nome foi mudado um ano depois em homenagem ao seu fundador. A primeira aeronave da empresa, um hidroavião de dois lugares chamado “Model C”, foi projetado em novembro de 1916. O Model C contava com pequenos flutuadores auxiliares embaixo de cada asa e era movido por um motor Curtiss OX-5. Quando os EUA entraram na primeira Guerra Mundial em 1917, a Marinha Americana decidiu comprar 51 dos 56 hidroaviões construídos no que viria a se tornar o primeiro sucesso financeiro da empresa, além de dar início a uma parceria de longa data entre os militares dos EUA e a Boeing.

Model C, o primeiro avião da Boeing.

Ao longo da década de 1920, a Boeing desenvolveu muitos modelos de aeronaves, tanto para fins militares quanto para o transporte comercial. No entanto, seu primeiro avião comercial, o B-1, não era usado para transportar passageiros, já que as viagens de costa a costa geralmente levavam mais de 24 horas para serem completadas. Em vez disso, a aeronave era usada para entregar correspondências, o que fez com que a Boeing ganhasse vários contratos importantes de entregas para o Serviço Postal dos Estados Unidos. Para operar o crescente negócio de correio aéreo, a empresa fundou a Boeing Air Transport em 1927, que daria origem à United Airlines quatro anos depois.

Anos mais tarde, a Grande Depressão desempenhou um efeito devastador na indústria da aviação, atrasando a produção do primeiro avião comercial financeiramente bem-sucedido. Somente em 1939, a McDonnell Douglas Corporation, rival da Boeing, criou o primeiro avião comercial rentável, o Douglas DC-3, usado para transportar mais de 90% dos viajantes aéreos americanos até o início da Segunda Guerra Mundial. Em resposta ao Douglas DC-3, a Boeing desenvolveu o 314 Clipper, a maior aeronave civil de sua época. Ela até permitia a adaptação de salões de jantar e era capaz de transportar 90 passageiros.

O 314 Clipper foi muito importante para a solidificação da empresa no mercado.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, os pedidos de muitas aeronaves militares foram cancelados, fazendo com que milhares de trabalhadores perdessem seus empregos na Boeing. A empresa tentou se recuperar da desaceleração da demanda ao desenvolver um avião comercial que seria movido por turbofans em vez de hélices e que pudesse ser capaz de cruzar o Oceano Atlântico. Por isso, a Boeing criou o 707 em 1958, um avião de quatro motores capaz de transportar 156 passageiros em uma rota transatlântica. Por proporcionar viagens mais curtas e mais confortáveis, o 707 conquistou rapidamente os corações dos passageiros. O modelo foi seguido pelos modelos 727 trijet e 737 twinjet, sendo este último o avião comercial mais vendido no mundo até o final do século XX.

Embora o 747 obtivesse um certo sucesso, o início da década de 1970 foi difícil para a fabricante de aviões, que enfrentava uma dívida de US $ 2 bilhões. Além disso, os militares dos EUA haviam reduzido os gastos com a Guerra do Vietnã, o que resultou em menos pedidos de aeronaves militares pela Boeing. De fato, a empresa teve de demitir cerca de metade dos empregados nesse período.

O 747 foi lançado com sucesso, mas em um momento financeiro delicado da empresa.

A situação econômica da Boeing começou a melhorar apenas na década de 1980, quando a demanda do tráfego aéreo aumentou. No entanto, a competição por novos pedidos não foi fácil, já que a Airbus, a nova fabricante de aviões da Europa, apresentava o promissor A320.

Os anos mais recentes da empresa ficaram marcados pelo desenvolvimento de um novo avião de passageiros, o 787 Dreamliner. Esse avião conseguiu ser mais leve e mais eficiente em termos de combustível do que a maioria das aeronaves produzidas em ligas de alumínio. Originalmente programado para iniciar o serviço comercial em 2008, ele foi entregue aos clientes apenas em 2011. No mesmo ano, a Boeing assinou o contrato do maior pedido da avião comercial em sua história, quando a Lion Air da Indonésia encomendou 201 Boeings 737 MAX por US $ 21 bilhões.

Linha de produção da Boeing.

Como você pode ver, durante a sua história, a Boeing passou por muitos problemas como demissões em massa, dívidas enormes e concorrência acirrada. No entanto, a empresa provou ser capaz de se adaptar e evoluir para enfrentar novos desafios.

História interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: