Bizarro, Curiosidades, História

Joyce Vincent: A jovem que faleceu e levou 2 anos para ser descoberta

Joyce Vincent: A jovem que faleceu e levou 2 anos para ser descoberta

Joyce Vincent foi uma jovem nascida em Londres no dia 19 de outubro de 1965, seu pai era um imigrante de descendência africana que trabalhava com carpinteiro enquanto sua mãe também era imigrante de ascendência indiana. Infelizmente, ela faleceu quando Joyce tinha apenas onze anos, ela foi cuidada por suas quatro irmãs mais velhas até crescer e viver por sua conta.

Ela deixou a escola aos 16 anos e aos 20 começou a trabalhar como secretária da empresa Overseas Containers, depois integrou as equipes da Itochu e Law Debenture até finalmente começar a trabalhar na Ernst & Young onde ficou por 04 anos até pedir demissão em março de 2001 e aqui as coisas começam a se complicar já que ela não deu nenhuma razão para este pedido. Depois, ela foi morar em um abrigo para vítimas de violência doméstica e neste período começou a trabalhar como camareira em um hotel econômico. Nesta época ela já não falava com a família ou tinha quaisquer contatos com amigos ou conhecidos. Por ser vítima de violência doméstica, ela foi transferida do abrigo para um apartamento próprio em fevereiro de 2003 que era do Metropolitan Housing Trust.

Zawe Ashton (interpretando Joyce Vincent)

Em novembro de 2003 ela foi hospitalizada após vomitar muito sangue e descobriu ter uma úlcera péptica. Em dezembro de 2003 ela faleceu, entretanto seu corpo só foi descoberto em 25 de janeiro de 2006! Ou seja, por mais de dois anos ninguém sentiu falta de Joyce ou buscou saber notícias dela. Como causa da morte, foi afirmado que ela teve um ataque de asma ou ainda complicações em sua úlcera. Ela faleceu em casa, na própria cama e deitada de costas ao lado de uma bolsa de compras que deveriam ser presentes de Natal jamais entregues.

Seus restos foram encontrados praticamente esqueléticos, os vizinhos acreditavam que o apartamento estava desocupado e que o odor da decomposição da jovem deveria vir de lixeiras próximas. Em função de muitos dependentes químicos frequentarem a área, o barulho constante de televisão nunca foi questionado. Além disso, seu aluguel vinha sendo pago pela metade de forma automática ao Metropolitan Housing Trust através de agências de benefícios, o que levou os funcionários a acreditar que ela estava viva. Entretanto, 2400 libras do aluguel foram acumuladas e os proprietários decidiram reatar a propriedade. Só quando os oficiais de justiça chegaram lá que seu corpo foi encontrado com o aquecimento ligado e a televisão também já que suas contas eram continuamente pagas por débito automático e também perdão de dívidas.

Zawe Ashton (interpretando Joyce Vincent)

Em função de seu estado avançado de decomposição, foi preciso fazer uma análise de registros dentários para identifica-la como Joyce Vincent. Também por essa razão na certidão de óbito foi colocado como causa natural, ale´m disso a porta estava trancada e não haviam sinais de invasão, retirando qualquer hipótese de crime. Sua família tentou estabelecer contato em todo este tempo e enviou diversas cartas que obviamente nunca foram respondidas, o que levou suas irmãs a crer que ela realmente não queria mais nenhum laço.

Foi feito um filme sobre sua vida chamado Dreams of a Life baseado em entrevistas feitas com pessoas que conheciam Joyce e que a descreviam como uma bela e inteligente mulher que era muito ativa socialmente. Quando desapareceu, a maioria acreditou que ela estaria fazendo algo estraordinário em algum lugar do mundo. Para você ter ideia ela conheceu Nelson Mandela, Ben E. King, Gil Scott-Heron e Betty Wright e esteve até mesmo em um jantar com Stevie Wonder.

Curiosa esta história, não é mesmo? Comente!

Leia Também: