Curiosidades

Quantos peixes existem nos mares?

Existem algumas coisas que são realmente difíceis de contar, como por exemplo o número de fios de cabelo na cabeça de uma pessoa. Mas será que é possível determinar o número de algo ainda mais grandioso, como por exemplo o número de peixes que existem nos mares? Pois bem, por incrível que pareça, alguns cientistas já fizeram cálculos que podem nos fornecer uma visão aproximada da enorme quantidade desses seres que habitam os oceanos.

As estimativas mais confiáveis já elaboradas por cientistas de várias partes do mundo sugerem que existem nos mares aproximadamente 3.500.000.000.000 (3,5 trilhões) de peixes. Como você já deve imaginar, contar o número de peixes é uma tarefa assustadora e quase impossível. Além disso, esse número também está sujeito a mudar constantemente devido a fatores como predação, pesca, reprodução e estado ambiental. Cerca de 18.000 espécies de peixes já chegaram a ser identificadas vivendo atualmente nos oceanos ao lado de milhares de outras criaturas marinhas. Mas afinal, como eles chegaram a estimar esse número?

Os cientistas empregam vários métodos diferentes para contar peixes. Os mais comuns incluem submarinos, satélites, drones e até mesmo sensores de GPS implantados em algumas dessas criaturas. Os mergulhadores também podem ser úteis quando surge a necessidade da realização de um censo de peixes, pois eles podem mergulhar, observar e até tirar fotos do que veem. Os cientistas também coletam dados de pescadores que operam em uma determinada região para poder estimar o número de animais de uma determinada espécie. Recentemente, os pesquisadores também têm trabalhado para desenvolver novos métodos mais eficientes para a contagem de peixes, como o uso da Inteligência Artificial. Os dados coletados são transferidos para um sistema informatizado para facilitar a análise. É a partir destes dados que estimativas juntamente com outras informações são deduzidas.

Fazer um balanço do número de peixes nos mares pode parecer algo relativamente sem sentido, mas na prática é uma tarefa muito mais essencial do que parece. Determinar a quantidade de peixes disponível é muito importante para estimar quantos deles podem ser retirados para que a sua população permaneça sustentável. Os registros mostram se as metas de gestão da pesca implementadas são eficientes e até mesmo fornecem informações sobre as tendências da pesca. A informação permite que as comunidades pesqueiras, assim como o governo, tomem decisões corretas sobre os recursos oceânicos. Desse modo, limites legais impostos à pesca podem ser usados para preservar as populações de peixes em todo o mundo.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de