Curiosidades

Conheça Nils Olav, o pinguim brigadeiro da Guarda Real Norueguesa

Conheça Nils Olav, o pinguim brigadeiro da Guarda Real Norueguesa

Já imaginou ter uma guarda real onde um pinguim desempenha papel de Brigadeiro? Então, lá na Noruega isso aconteceu. Conheça a história de Nils Olav!

Tudo começou em 1913 quando o explorador norueguês Roald Amundsen (o primeiro a chegar no Polo Sul em todo o mundo) levou até o Zoológico de Edimburgo seu primeiro pinguim-rei. Então, décadas depois, a Guarda do Rei da Noruega foi visitar a Tumba Militar de Edimburgo, isso em 1961, foi quando Nils Egelien acabou gostando muito dos pinguins que lá viviam e ao voltar a Edimburgo em 1972, decidiu que a guarda deveria adotar um pinguim. Foi quando eles escolheram Nils Olav cujo nome foi dado em homenagem ao próprio Nils Egelien e ao rei Olav V da Noruega.

Foi quando ele recebeu a patente de ‘visekorporal’. Então, toda a vez que a Guarda do Rei visitava ele no zoológico, ele era promovido. Em 1982 se tornou cabo e em 1987 sargento. Infelizmente, ele morreu logo após se tornar sargento e o cargo foi ocupado pelo chamado Nils Olav II. Este se tornou sargento-regimental em 1993 e em 2001, honorável sargento regimental. Em 2005 foi nomeado coronel-em-chefe.

Em 15 de agosto de 2008 a Guarda o tornou cavaleiro em uma cerimônia onde centenas de pessoas se uniram aos 130 guardas em parada no zoológico, o Rei foi quem executou a cerimônia e descreveu Nills como um pinguim ‘qualificado em todos os sentidos para receber a honra e dignidade de cavalaria.’ Alguns anos antes, em 2005, Nils ganhou uma estátua de bronze. Infelizmente, Nils Olav II faleceu e deu lugar ao Nils Olav III que em 2016 se tornou brigadeiro em mais uma cerimônia onde 50 membros da guarda do rei compareceram.

Que carreira militar, não é mesmo? Comente!

Leia Também: