Bizarro, Curiosidades, História

Técnicas usadas para identificar uma bruxa

Técnicas usadas para identificar uma bruxa

Durante a Idade Média, entre os séculos 15 a 18, a Europa viveu o que ficou conhecido como “caça às bruxas”. A perseguição vinha principalmente da Igreja Católica, o terror religioso era predominante e qualquer atitude suspeita era classificada como bruxaria. Estima-se que o julgamento das supostas bruxas tenha custado a vida de cerca de 200 mil pessoas. Para descobrir se uma pessoa praticava bruxaria, eram utilizadas diversas técnicas, muitas envolvendo tortura. Portanto hoje trouxemos uma lista com as técnicas usadas para identificar uma bruxa. Vem que eu te conto mais sobre isso!

Técnicas usadas para identificar uma bruxa

  • Afogamento

Essa foi a técnica mais utilizada e considerada a mais confiável para saber se a pessoa era uma bruxa. A técnica consistia em arrastar a mulher acusada até um rio ou lago, amarrada e despida. Então ela era arremessada na água. Se ela flutuasse, era uma bruxa. Algumas pessoas achavam que elas flutuavam porque tinham renunciado ao batismo, como forma de rejeição a Deus. Outros acreditavam que ela usava seus poderes para flutuar e evitar o afogamento.

Caso a mulher afundasse, ela não seria considerada bruxa, mas a deixavam morrer igual. A ideia era de que, já que ela era inocente, seria aceita no céu.

Leia também: A verdadeira história das Bruxas de Salém

  • Picadas

A mulher acusada ficava nua em frente a corte e tinha todo o corpo raspado, inclusive o cabelo. Então uma pessoa picaria todo o seu corpo com uma agulha grossa, procurando a marca do diabo. Eles acreditavam que havia algum lugar no corpo que não sangraria nem causaria dor, essa seria  a prova de um contato com o diabo.

Leia também: 5 bruxas mais famosas da história

  • Incapazes de chorar

As pessoas acreditavam que as bruxas eram incapazes de chorar quando eram submetidas a tortura. Mas naquela época, devido aos poucos cuidados com a saúde e a falta de higiene, muitos idosos sofriam de uma infecção nos canais lacrimais que os impedia de derramar lágrimas. Assim muitas mulheres idosas acabaram condenadas por bruxaria por serem incapazes de chorar.

  • Teste do toque

Naquela época as pessoas acreditavam que se uma pessoa sob efeito de bruxaria tocasse na bruxa que o enfeitiçou, haveria alguma reação.

O teste consistia na suspeita ser forçada a colocar as mãos sobre a pessoa que estava com problemas. Se o problema cessasse, era prova que a acusada era culpada de bruxaria.

Você conhecia essas táticas? Conta pra nós!

Leia Também: