Bizarro

Conheça as mortes mais bizarras do mundo

Conheça as mortes mais bizarras do mundo

Que todos vamos morrer um dia já sabemos. Mas você já pensou em como morreria? Aposto que se pensou, imaginou que seria pelo menos de uma forma “digna”. Diferentemente das pessoas que vamos listar, que morreram das formas mais bizarras que você puder imaginar. Vem que eu te conto mais sobre isso!

Canecas para Presente

As mortes mais bizarras do mundo

Os atletas

  • Esse caso aconteceu na Ilha de Ibiza, na Espanha. Em 2007, uma forte tempestade atacou a ilha. No lugar de se abrigar, um praticante de kitesurfe resolveu se aventurar e foi para a água. Mas os fortes ventos o empurraram de volta para a praia e o jogaram com muita força contra os prédios a beira mar por cerca de um quilômetro. Morte na certa, não é?

  • Em 1994 um adolescente praticante de golfe se irritou ao errar um buraco. Furioso, Jeremy bateu com o taco em um banco que se espatifou. Porém uma lasca de madeira afiada se voltou em direção do adolescente e perfurou seu coração. Nem preciso dizer o fim da história…

Leia também: Estranhas epidemias que afligiram a humanidade

Morreram pela boca

  • Em 1919 um tanque industrial de melaço explodiu em Boston, nos Estados Unidos. O melaço produziu uma onda doce que percorreu a cidade a 56 km/h. Essa onda matou 21 pessoas e deixou 150 feridos. Um tsunami de doce.
  • O Rei da Suécia, Adolfo Frederico, apresentou aos seus convidados um grande banquete em 1771. No cardápio havia lagosta, chucrute, caviar, kipper e champanhe. De sobremesa o rei comeu 14 semlas, um pão doce recheado escandinavo. O resultado? Morreu de indigestão.
  • Na cidade de West Palm Beach, nos Estados Unidos, ocorreu o concurso de comer baratas. Edward, um homem de 32 anos, se inscreveu para o concurso convicto de sua vitória. Ele acabou se sufocando com pedaços das baratas e morreu.

Canecas para Presente

  • Em Kyela, na Tanzânia, a caça se voltou contra o caçador. Após uma pescaria, um peixe que ainda estava vivo saltou para a boca de Robert, o pescador de 47 anos. O peixe desceu pela garganta e se alojou no peito do homem. Ele morreu né. História real de pescador.

Sem limites para a bizarrice

  • Em 1567 o governante da Áustria, Hans Steininger, ostentava uma barba de 1,40 m. Ele costumava usar uma bolsa de couro para carrega-la. Mas um dia, sem a bolsa, ele acabou tropeçando na própria barba. Caiu e quebrou o pescoço.
  • Clement Vallandigham era um advogado americano. Durante a defesa do seu cliente em 1871, quis provar que a vítima poderia ter se matado sem intenção. Ao encenar o ato, ele acabou por atirar em si mesmo. Ele morreu, mas o argumento foi suficiente para seu cliente ser inocentado.

  • O primeiro imperador da China, Qin Shi Huang Di, queria governar o país para sempre. Seu alquimista lhe propôs um tratamento que o faria viver para sempre: tomar doses de mercúrio. Preciso dizer que ele morreu envenenado? Pois é.
  • Em 2008, aqui no Brasil, Adelir Antônio ficou conhecido como o Padre dos Balões. Ele decidiu que iria viajar com mil balões de festa. Mas o vento o empurrou para o mar e ele morreu.

Você conhecia essas mortes bizarras? Conta pra nós!

Leia Também: