Bizarro, Curiosidades

Rituais bizarros praticados ao longo da história

Rituais bizarros praticados ao longo da história

As crenças sempre estiveram presente na vida do ser humano. Desde a antiguidade, quando os humanos acreditavam que coisas simples eram fruto de atitudes de deuses ou de demônios. Eclipses, furacões, chuvas muito intensas, para cada situação, havia uma crença diferente. Em algumas culturas, ao ocorrer um eclipse, pessoas deviam ser sacrificadas para que a luz surgisse novamente. Bizarro, não é? Por isso hoje resolvemos trazer alguns dos rituais mais bizarros já praticados ao longo da história. Vem que eu te conto mais sobre isso!

Rituais bizarros praticados ao longo da história

  • Sacrifícios astecas

Os astecas são considerados um dos povos mais sanguinários da história. Em seus rituais, que podia durar dias, homens, mulheres e até mesmo crianças eram sacrificados.

As pessoas eram arrastadas até o topo de um dos templos asteca, forçadas a dançar e depois deitadas no chão. Os astecas então rasgavam o peito da vítima com uma faca e retiravam seu coração. Ofereciam o coração aos seus deuses. Os corpos eram jogados lá de cima, onde já haviam carniceiros esperando. Responsáveis por cortar os braços e as pernas e arrancar a pele. A carne era consumida, e a pele era usada para fazer utensílios, como luvas. O sangue da vítima era derramado nos limites da cidade, para afastar os maus espíritos. Esse ritual era realizado todas as manhãs, era um presente ao Deus Sol, para que a luz voltasse todas as manhãs. 

  • Índios Algonquinos

Esta é uma tribo indígena canadense. Com determinado idade, os garotos  eram separados do restante da tribo e enjaulados. Uma vez presos, eram drogados com uma substância cerca de cem vezes mais forte que o LSD. O objetivo desse ritual era fazer com que os meninos esquecessem da infância para que pudessem iniciar a vida como homens. Porém a substância era tão forte que fazia muitos perderem as lembranças de sua própria identidade, da família e até perdiam a capacidade de falar.

  • Vivendo com os mortos

Em determinada parte da Indonésia, o povo Torajan injeta formulina nos corpos para que eles não se decomponham e vivem com os cadáveres por anos. Eles banham e trocam as roupas do cadáver diariamente. 

  • Rito de sangue

Em uma tribo da Papua Nova Guiné, os meninos são separados das mulheres com sete anos, quando inicia o ritual. Eles vão viver somente no meio dos homens pelos próximos dez anos. Eles têm a pele perfurada diversas vezes, o nariz machucado para que sangre, para que assim as contaminações das mulheres sejam retiradas. Devem vomitar e defecar, para que tenham todo o corpo limpo e purificado.

  • Dentes de tubarão

Na tribo de Mentawai, quando as meninas atingem a idade para se tornar mulheres, passam por um procedimento “estético”. O xamã da tribo realiza nelas, sem anestesia, uma processo de escarificação dos dentes. Esse processo tem o objetivo de deixar os dentes das meninas similares aos dentes de um tubarão. 

Você conhecia esses rituais bizarros? Conta pra nós!

Leia Também: