Curiosidades, História

A terrível Tragédia do Estadio Nacional

A terrível Tragédia do Estadio Nacional

Em 24 de maio de 1964 a humanidade foi atingida com o que é até hoje considerada a pior tragédia de toda a história do futebol. Conheça agora a história da Tragédia do Estádio Nacional.

Canecas para Presente

Tudo aconteceu em 24 de maio de 1964 durante um jogo entre Peru e Argentina no Estádio Nacional em Lima, Peru. O jogo fazia parte do Torneio Pré-Olimpico e garantia a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A conquista deste jogo era vital para o Peru que ocuparia o segundo lugar na tabela da CONMEBOL e conquistaria a vaga para a última rodada onde enfrentaria o Brasil. A partida teve tanta repercussão devido a sua importância que atraiu mais de 53 mil torcedores.

O jogo

A Argentina liderava o jogo em um placar de 1 a 0 faltando apenas seis minutos para o término do tempo normal. Foi quando o Peru teria feito o gol de empate que foi anulado pelo árbitro uruguaio Ángel Eduardo Pazos. É claro que esta decisão deixou os torcedores da casa simplesmente furiosos, o que acarretou em um imensa invasão no campo. Foi quando entrou a polícia peruana que acionou inúmeras bombas de gás lacrimogêneo para evitar que os torcedores alcançassem o gramado. Esta ação gerou imenso pânico e uma tentativa em massa de evitar o gás. O jogo foi finalizado aos 85 minutos.

Tragédia do Estadio Nacional

 A Tragédia do Estádio Nacional

Ao invés de portões, o estádio tinha uma estrutura de persianas sólidas de aço no final dos túneis que dava o acesso a rua e passava por vários lances de escada até as áreas dos lugares para sentar. Conforme a rotina, essas persianas estavam totalmente fechadas e devido ao pânico, os espectadores começaram a empurrar as persianas fechadas enquanto mais e mais pessoas desciam na tentativa de ir embora. Quando as persianas finalmente explodiram, foi possível perceber que inúmeras pessoas morreram de hemorragia interna ou asfixia devido a imensa pressão da multidão.

Este acontecimento absurdo causou a morte de pelo menos 328 pessoas, todas estavam nos túneis contra as portas, ninguém que permaneceu dentro do estádio faleceu. Depois da evacuação, os torcedores causaram grande destruição na propriedade privada ao redor do estádio. Além disso, pelo menos 500 pessoas ficaram feridas. O número de mortes foi tão expressivo que ultrapassou os mortos no desastre de Hillsborough, incêndio de Bradford, desastre de Heysel, desastre de Ibrox em 1971, desastre de Ibrox em 1902 e desastre no Parque Burnden combinados!

A continuação da competição

Devido aos acontecimento, os próximos jogos não aconteceram. Na tabela ainda tínhamos Chile vs Equador, Brasil vs Uruguai, Argentina vs Uruguai, Peru vs Chile e Peru vs Brasil. No final, a Argentina se classificou devido ao seus 10 pontos na tabela após jogar 5 jogos e ter vencido todos eles. A seleção teria feito 6 gols ao longo da competição.

Em segundo lugar ficou o Brasil empatado com o Peru, o Brasil de 3 jogos venceu 2 e empatou 1, marcando 6 gols e levando 2. Já o Peru jogou 4 vezes, venceu 2, empatou 1 e perdeu em 1. Também fez 6 gols e tomou 2. Esse empate levou as seleções a um jogo de repescagem no dia 7 de junho de 1964 realizado no Maracanã (Rio de Janeiro) onde o Brasil venceu de 4×0 e foi classificado para os Jogos Olímpicos de Verão de 1964.

Uma vez nos Jogos Olímpicos de Verão de 1964, o Brasil fez parte do Grupo C onde jogou contra Checoslováquia, Coréia do Sul e República Árabe Unida. A seleção empatou contra o R.A.U. (1×1), venceu da Coreia do Sul (4×0) e por último, perdeu para a Checoslováquia (1×0), assim não saindo da etapa de grupos. A medalha de ouro foi ganha pela Hungria em um jogo contra Tchecoslováquia de quem ganhou por 2×1. O jogo aconteceu em 23 de outubro de 1964. A medalha de bronze ficou com a Alemanha Oriental que venceu do R.A.U. por 3×1.

Uma curiosidade interessante é que a Itália não pode participar dos Jogos Olímpicos devido ao fato de neste período o país possuir uma seleção profissional, o que não era permitido. Além disso, a Coreia do Norte também foi impedida de jogar devido a problemas internos. Isso resultou em dois grupos (B e D) com menos equipes, sendo três cada ao invés de quatro.

Consequências após a tragédia

Devido a gigantesca dimensão da Tragédia do Estádio Nacional, foi reduzida a capacidade máxima de assentos do estádio de 53 para 42 mil no mesmo ano, entretanto durante a Copa América de 2004 o número aumentou para 47 mil. Também foram realizadas reformas diversas vezes para deixa-lo mais seguro em caso de evacuação.

Você conhecia todas essas informações? Comente!

Leia Também: