Curiosidades, História

Ossip Bernstein evitou sua condenação à morte ganhando no xadrez

Ossip Bernstein evitou sua condenação à morte ganhando no xadrez

Esta é uma daquelas histórias incríveis de cair o queixo, então sente-se confortavelmente e vamos lá! Conheça agora a incrível história de Ossip Bernstein!

Ossip Samailovich Bernstein nasceu em 20 de setembro de 1882 em Zhytomyr, Ucrânia em uma família de descendência judaica. Ossip Bernstein gastava todo seu tempo jogando xadrez e estudando direito quando, em 1903, ficou em segundo lugar no torneio All-russian Championship em Kiev, ficando atrás de Mikhail Chigorin. Depois disso, participou de nove torneios internacionais e dentre eles seus melhores resultados foram o primeiro lugar em 1907 em Oostende que foi dividido com Akiba Ribistein, depois ficou em segundo lugar em 1912 em Vilnius. Devido a revolução russa de 1917, perdeu sua fortuna e se mudou em Paris onde conseguiu conquista-la novamente.

Então, em 1918 após a Revolução de Outubro, Ossip Bernstein acabou sendo preso em Odessa pela Tcheka, a primeira polícia secreta bolchevique. Na época, foi condenado à morte sendo baleado por um pelotão de fuzilamento por ser um conselheiro legal para banqueiros. Então, chegou o dia da condenação ser executada e o pelotão de fuzilamento se enfileirou como mandava a cerimônia. Foi quando um oficial superior pediu para ver a lista com os nomes dos prisioneiros e viu Ossip Bernstein na folha, foi quando perguntou se ele era o famoso mestre do xadrez.

Ao responder que sim, Ossip Bernstein foi desafiado pelo oficial. Caso empatasse ou perdesse, seria morto. Porém, se vencesse, sairia como um homem livre. Ele sentou-se em frente ao homem e jogou, o vencendo em pouquíssimos movimentos. Assim, foi liberado e fugiu em um naviu britânico até Paris onde se estabeleceu.

Ele era um brilhante homem de negócios e já havia acumulado grande fortuna antes da Revolução Bolchevique. Depois, perdeu novamente seu dinheiro durante a Grande Depressão e uma terceira vez em 1940 quando a Alemanha invadiu a França e a ocupou, forçando Bernstein a fugir para a Espanha e se estabelecer em Barcelona.

Após 18 anos sem jogar, realizou um mach para treinamento com Alexander Alekhine em 1933 e após a Segunda Guerra Mundial, participou de inúmeros torneios internacionais, chegando até mesmo a representar a França nas Olimpíadas de Xadrez de 1954. Ossip Bernstein faleceu aos 80 anos em um sanatório nos Pireneus franceses em 1962.

Mais detalhes sobre sua carreira

Voltando a sua carreira, vamos falar em ordem cronológica sobre suas grandes conquistas. Em junho de 1902 o mestre venceu em Berlim. Em julho/agosto de 1902 ficou em segundo lugar atrás de Walter John em Hannover no 13º Congresso DSB. Em 1903 ganhou em Berlim. Em setembro de 1903 ficou em segundo lugar atrás de Mikhail Chigorin no Torneio de xadrez de Kiev de 1903. Em 1904, ele empatou em 2º-3º com Rudolf Spielmann em Berlim. Em agosto de 1904  empatou de 4 a 5 em Coburg (14º Congresso DSB). Em agosto de 1905, empatou de 4 a 5 no Barmen (Masters A). Em 1906, ele empatou em 1º com Carl Schlechter em Estocolmo. Em 1906, empatou de 4 a 6 em Ostend. Em 1907, empatou em 1º com Akiba Rubinstein em Ostend (Masters A). Em 1909, ele levou 5 em Sankt Petersburg. Em 1911 ganhou o campeonato da cidade de Moscou.

Em 1912, Bernstein ficou em segundo lugar, atrás de Rubinstein, em Vilna. Em janeiro de 1914, ele perdeu um mini-jogo de exibição contra o Capablanca em Moscou Em maio ​​de 1914 empatou em 6º a 7º com Rubinstein no torneio de xadrez de St. Petersburg em 1914. Em 1922, ele perdeu um mini-jogo contra o Alexander Alekhine em Paris. Em 1930, ele ficou em segundo, atrás de Hans Johner, em Le Pont. Em julho de 1932, empatou de 5 a 6 com Efim Bogoljubow em Berna. Em 1932, ele derrotou Oskar Naegeli em Zurique. Em 1933 fez um jogo de treinamento contra o Campeão Mundial de Xadrez Alexander Alekhine em Paris. Em 1934 empatou de 6 a 7 com Aron Nimzowitsch em Zürich  e m 1938, ele empatou com Oldřich Duras em Praga.

Durante a Segunda Guerra Mundial, ele jogou amistosos com Alekhine e outros em Paris, na primavera de 1940. Bernstein fugiu para a Espanha após a dominação da França pela Alemanhã (Batalha da França) no verão de 1940. Quando ele chegou aos Pirinéus, ele e sua família tinha que andar pelas estradas da montanha à noite, escondendo-se em cavernas durante as horas do dia para evitar as forças da Polícia e da Fronteira. Depois de duas noites exaustivas, ele chegou à Espanha. Porém, Bernstein teve um ataque cardíaco e ficou inconsciente. Os guardas fronteiriços espanhóis prenderam a família e os colocaram em prisões separadas. Através da intervenção de alguns amigos influentes na Espanha, sua família foi libertada e foi autorizada a permanecer na Espanha. Ele retornou a Paris em 1945.

Após este período, o mestre do xadrez participou de mais inúmeras partidas até 1954 quando empatou de 2 a 3 com Miguel Najdorf, atrás de René Letelier, em Montevideu, aos 72 anos. O curioso é que Nadjorf protestou que era injusto jogar com um adversário tão velho e ficou tão confiante que ele convenceu os organizadores do torneio a dobrou o prêmio em detrimento da redução dos pagamentos pelos prêmios menores, uma aposta que saiu pela culatra de forma espetacular quando Bernstein o derrotou em uma velha defesa indiana de 37 movimentos que ganhou o Prêmio Brilliancy de Bernstein. Em 1950 recebeu o título de Grande Mestre Internacional pela FIDE quando começaram a surgir os títulos oficiais.

Incrível, não é mesmo? Comente!

Leia Também: