Curiosidades, Entretenimento

6 pokémons que foram baseados em seres mitológicos e lendas folclóricas

6 pokémons que foram baseados em seres mitológicos e lendas folclóricas

Não é preciso ser nenhum desenhista de sucesso para saber que criar centenas de monstros imaginários pode ser um trabalho absurdamente árduo. Embora até seja possível criar várias criaturas com asas, garras e dentes com características diferentes, o fato é que é preciso ser muito criativo para criar um trabalho digno de aplausos. Talvez seja por isso que os criadores dos pokemóns buscaram muitas fontes alternativas para servirem como inspirações para suas invenções.

Canecas para Presente

Embora muitos fãs da franquia ainda não saibam, a verdade é que alguns pokémons são versões veladas de criaturas existentes há muito tempo no folclore e na mitologia de várias culturas espalhadas pelo mundo. Pensando nisso, nós do TriCurioso resolvemos listar alguns pokémons que foram inspirados em seres mitológicos e lendas folclóricas. Confira!

6. Golurk

Segundo o Pokédex, o Golurk é um pokémon autômato que foi criado por povos antigos com o objetivo de proteger tanto os humanos quanto os outros pokémons. Mas o que pouca gente sabe é que esse pokémon marcado por estranhos símbolos angulares foi inspirado no folclore judeu.

Segundo o folclore judeu, os judeus de Praga, na Tchéquia, sofriam grandes perseguições no passado. Para ajudar seu povo, um rabino criou um golem (uma enorme figura de barro), de modo que ele adornava este golem com sinais místicos. Assim, este golem atuaria como um protetor para os judeus de Praga, preservando-os de todos os males.

5. Ho-Oh

Ho-Oh é um pokémon lendário, sendo comumente descrito como um pássaro que aparece apenas para as pessoas de coração puro. Ele exibe suas asas coloridas e vive no fundo de um arco-íris, sem falar que suas penas trazem alegria àqueles que as possuem. Mas o detalhe que mais chama a atenção nesse pokémon é o fato de que ele é um pássaro de fogo, o que ajuda a indicar que ele foi inspirado no mito da fênix.

Segundo várias lendas, a fênix é um pássaro mágico que nasce em chamas e renasce das cinzas. Tanto na China quanto no Japão, a fênix se tornou um símbolo do imperador. Na China, o pássaro era conhecido como “Fenghuang”, enquanto que no Japão recebeu o nome de Ho-o. Sendo assim, os criadores do pokémon Ho-Oh basicamente adicionaram uma letra “h” ao final do nome da fênix japonesa e copiaram as suas características folclóricas.

4. Whiscash

Whiscash é um Pokemon da geração III. Uma característica curiosa desse pokémon do tipo água/solo é que ele se assemelha a um grande peixe-gato com bigodes enormes. No entanto, o que mais chama a atenção no Whiscash é que, quando esse Pokémon sente-se ameaçado, ele pode causar grandes terremotos. É exatamente por isso que muita gente acredita que esse Pokémon foi inspirado em uma figura da mitologia japonesa Namazu.

Segundo o folclore japonês, Namazu é um dos vários espíritos maliciosos capazes de causar grandes calamidades. Seu tipo especial de desastre é o terremoto. Curiosamente, segundo a sua lenda, esse espírito geralmente se apresenta disfarçado de peixe-gato, deixando ainda mais evidente a relação entre Whiscash e Namazu. De fato, até mesmo algumas xilogravuras antigas retratando Namazu mostram semelhanças surpreendentes com o Whiscash.

3. Ninetales

Ninetales é um Pokémon de fogo que evolui do Vulpix. O termo “vulpes” é o nome latino para “raposa”, de modo que torna óbvia a origem dessa criatura, mas a origem do Ninetales é um pouco mais complexa, embora o seu nome já dê uma dica de que se trata de uma criatura de “nove caldas”.

Canecas para Presente

Kitsune é a palavra japonesa comum para “raposa”, mas no folclore japonês serve para representar uma espécie de espírito japonês que assume a forma de um raposa. À medida que envelhecem, esses kitsunes crescem caudas extras, de modo que, quando crescem exatas nove caudas, elas ficam brancas, exatamente como acontece quando o Vulpix evolui para um Ninetale.

Outra pista que comprova a origem folclórica usada como inspiração para a criação do Ninetale é a possibilidade desse Pokémon dominar a mente de uma pessoa. Isso pode ser visto através do Kitsune-tsuki, um termo em japonês que significa “possessão de raposa”, também usado para descrever o ato de que uma pessoa possuída por um kitsune tende a agir de maneira estranha e maníaca. Sinistro, não?

2. Zapdos

Zapdos é um outro pássaro lendário do universo Pokémon. Este pokémon é do tipo elétrico e é mais conhecido por lançar raios os sobre seus inimigos. O Pokédex nos diz que Zapdos vive em nuvens de tempestade e é capaz de controlar raios, características que nos leva a crer que ele foi inspirado em uma crença generalizada da mitologia dos nativos americanos que fala sobre o “Thunderbird”, o “pássaro do trovão”.

O pássaro do trovão da mitologia dos nativos americanos é capaz de criar o som do trovão apenas com o bater de suas asas. A lenda diz que esse pássaro é tão grande que chega a ser capaz de arrebatar baleias do oceano da mesma maneira que as águias pescam peixes! Portanto, não é de surpreender que ele seja um tanto “barulhento”.

Além disso, o Thunderbird caça criaturas subaquáticas lançando raios, o que imita a popular fraqueza que os pokémons de água têm com relação aos ataques elétricos.

1. Magikarp

Magikarp é um dos pokémons mais “frustrantes” do jogo original, afinal de contas, é bastante comum e praticamente “inútil”. Se você acha que eu estou sendo muito cruel, saiba que o próprio Pokedex descreve esse pokémon como “patético”.

Sendo assim, podemos dizer que capturar uma Magikarp no mundo Pokémon pode ser mais irritante do que pegar um resfriado! No entanto, o lado positivo dessa criatura é que a Magikarp se torna um incrível Gyarados, que é basicamente um dragão aquático muito poderoso. Embora essa evolução de um ser inútil para um extremamente forte possa parecer algo absurdo, qualquer pessoa familiarizada com uma certa lenda chinesa já teria esperado por essa metamorfose.

De acordo com tal lenda, no topo de uma cachoeira localizada em uma montanha imponente existe uma queda d’água conhecida como Portão do Dragão. Embora muitas carpas nadem contra a correnteza da água, poucas chegam ao topo. Menos ainda conseguem dar o salto final sobre o Portão do Dragão, mas as poucas carpas que conseguem fazer o salto acabam sendo transformadas em dragões enormes e poderosos. De fato, se você olhar atentamente para o desenho de um dragão chinês, verá a presença de escamas, que servem como um lembrete de sua vida como uma carpa.

Pokémons com inspirações muito curiosas, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: